Jornal do Commercio
Leão

Sport quer repetir escrita de vitórias, em casa, na Sula para avançar

Leão recebe a Ponte Preta, nesta quarta-feira (13), às 19h15, na Ilha do retiro pelas oitavas de final da competição

Publicado em 13/09/2017, às 13h15

Patrick espera que o Sport também consiga ir bem nas partidas fora de casa pela Sula / Diego Nigro/JC Imagem
Patrick espera que o Sport também consiga ir bem nas partidas fora de casa pela Sula
Diego Nigro/JC Imagem
Luana Ponsoni
esportes@jc.com.br

Disputando as oitavas de final da Copa Sul-Americana, o Sport tem tido a chance de passar de fase na competição muito em função dos resultados construído nas partidas de ida. Até o momento, todas foram definidas, por sorteio, para acontecer na Ilha do Retiro. Nesta quarta-feira (13), com o time atravessando um dos seus piores momentos na Série A do Brasileiro, os jogadores entram em campo contra a Ponte Preta para a primeira partida das oitavas de final com a pretensão de conquistar o terceiro triunfo seguido na Sula em reduto leonino.

 Na primeira fase, o Leão obteve boa vitória sobre o Danubio, do Uruguai, saindo de campo com 3x0. Na partida da volta, porém, deixou os donos da casa repetirem o placar construído no Recife e a decisão da vaga na segunda fase foi para os pênaltis. Depois de garantir triunfo por 4x2 nas penalidades, os rubro-negros se classificaram à rodada seguinte.

Na segunda fase, nova vitória em casa, dessa vez por 2x0, contra o Arsenal de Sarandí, da Argentina. No segundo duelo, no entanto, novo "cochilo" leonino. Apesar da derrota por 2x1, o resultado feito na Ilha do Retiro empurrou o time da Praça da Bandeira às oitavas de final da Sula.



SEQUÊNCIA

Na noite desta quarta-feira (13), o Sport vai tentar manter a escrita em casa, contra a Ponte Preta, em duelo 100% brasileiro. A volta acontece no dia 20 deste mês, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP). 

"É uma competição diferente. A gente sabe da qualidade do adversário (a Ponte Preta), que eles também não estão em boa fase, mas é futebol, né? A gente pode fazer a pior partida do campeonato, do ano, e ganhar o jogo, o futebol te proporciona isso. Então a gente tem de se preparar a cada partida, para saber lidar com a situação. É uma competição de mata-mata, não pode vacilar em casa e a gente está focado para conseguir o resultado positivo e seguir firme nesses dois jogos que são importantes na competição", avaliou o meia Patrick.  


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Mundo de Rafa O Mundo de Rafa
Rafael foi diagnosticado com síndrome de Asperger apenas aos 11 anos. Seus desenhos contam pedaços muito importantes da sua história. Exprimem momentos de alegria, de comemoração e também de desabafo, de dor
Gastos dos parlamentares pernambucanos Gastos dos parlamentares pernambucanos
Os deputados federais da bancada pernambucana gastaram, no 1º semestre deste ano, R$ 5,1 milhões em verbas de cotas parlamentares. Já os senadores gastaram R$ 692 mil. Os dados foram coletados com base no portal da transparência da Câmara e do Senado
Um metrô ainda renegado Um metrô ainda renegado
São 32 anos de operação e uma eterna luta por sobrevivência. Esse é o metrô do Recife

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM