Jornal do Commercio
Leão

Sport quer repetir escrita de vitórias, em casa, na Sula para avançar

Leão recebe a Ponte Preta, nesta quarta-feira (13), às 19h15, na Ilha do retiro pelas oitavas de final da competição

Publicado em 13/09/2017, às 13h15

Patrick espera que o Sport também consiga ir bem nas partidas fora de casa pela Sula / Diego Nigro/JC Imagem
Patrick espera que o Sport também consiga ir bem nas partidas fora de casa pela Sula
Diego Nigro/JC Imagem
Luana Ponsoni
esportes@jc.com.br

Disputando as oitavas de final da Copa Sul-Americana, o Sport tem tido a chance de passar de fase na competição muito em função dos resultados construído nas partidas de ida. Até o momento, todas foram definidas, por sorteio, para acontecer na Ilha do Retiro. Nesta quarta-feira (13), com o time atravessando um dos seus piores momentos na Série A do Brasileiro, os jogadores entram em campo contra a Ponte Preta para a primeira partida das oitavas de final com a pretensão de conquistar o terceiro triunfo seguido na Sula em reduto leonino.

 Na primeira fase, o Leão obteve boa vitória sobre o Danubio, do Uruguai, saindo de campo com 3x0. Na partida da volta, porém, deixou os donos da casa repetirem o placar construído no Recife e a decisão da vaga na segunda fase foi para os pênaltis. Depois de garantir triunfo por 4x2 nas penalidades, os rubro-negros se classificaram à rodada seguinte.

Na segunda fase, nova vitória em casa, dessa vez por 2x0, contra o Arsenal de Sarandí, da Argentina. No segundo duelo, no entanto, novo "cochilo" leonino. Apesar da derrota por 2x1, o resultado feito na Ilha do Retiro empurrou o time da Praça da Bandeira às oitavas de final da Sula.



SEQUÊNCIA

Na noite desta quarta-feira (13), o Sport vai tentar manter a escrita em casa, contra a Ponte Preta, em duelo 100% brasileiro. A volta acontece no dia 20 deste mês, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP). 

"É uma competição diferente. A gente sabe da qualidade do adversário (a Ponte Preta), que eles também não estão em boa fase, mas é futebol, né? A gente pode fazer a pior partida do campeonato, do ano, e ganhar o jogo, o futebol te proporciona isso. Então a gente tem de se preparar a cada partida, para saber lidar com a situação. É uma competição de mata-mata, não pode vacilar em casa e a gente está focado para conseguir o resultado positivo e seguir firme nesses dois jogos que são importantes na competição", avaliou o meia Patrick.  


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Hobbit - 80 anos O Hobbit - 80 anos
Como a maioria dos hobbits, Bilbo Bolseiro leva uma vida tranquila até o dia em que recebe uma missão do mago Gandalf. Acompanhado por um grupo de anões, ele parte numa jornada até a Montanha Solitária para libertar o Reino de Erebor do dragão Smaug
Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM