Jornal do Commercio
DESACORDO

Rithely declara que presidente do Sport não cumpriu com a palavra

O volante revelou que Arnaldo Barros tinha prometido lhe negociar ao final de 2017

Publicado em 13/03/2018, às 10h02

Rithely critica postura do presidente Arnaldo Barros / Foto: Alexandre Gondim/ JC Imagem
Rithely critica postura do presidente Arnaldo Barros
Foto: Alexandre Gondim/ JC Imagem
JC Online

Uma das condições para que Rithely aceitasse renovar com o Sport por um longo vínculo (isso aconteceu em janeiro de 2017, quando ele tinha recebido uma proposta do Corinthians),  foi de que se surgisse uma nova oferta ao longo daquela temporada, a diretoria rubro-negra o liberaria. A condição foi aceita pelo presidente Arnaldo Barros, que teria dado a sua palavra ao volante.

Porém, de acordo com Rithely, o que foi combinado não foi cumprido. "Arnaldo Barros sentou comigo e conversamos, na época que surgiu a especulação de eu ser convocado pra seleção, no amistoso contra a Colômbia, no Rio de Janeiro, que só foram chamados jogadores que atuavam no Brasil. Ele me deu a palavra que não iria me negociar naquele momento, mas que se no meio do ano ou no final da temporada chegasse uma proposta iria me negociar. Deu a palavra dele. Diante disso, renovei o meu contrato até 2022. Chegou o final do ano passado, em dezembro, quando tiveram propostas por mim, e ele não me deu um telefonema. Não falou nada sobre o acordo", disparou o jogador.



AMADORISMO

Com relação a maneira como sua saída do Sport foi conduzida desde dezembro - quando a antiga direção ainda estava no departamento de futebol leonino -, o cabeça de área afirmou que eles agiram com amadorismo. "Essa minha saída poderia ter sido de maneira mais clara e limpa. A maneira como a antiga direção conduziu o negócio foi amadora. Em nenhum momento me comunicaram de nada. Não me diziam o que estava acontecendo. Sempre ouvia por outras pessoas. Isso ocasionou um desgaste comigo e com a torcida. Nunca me falaram a verdade. Quando chegaram as primeiras propostas do Internacional e do Atlético-MG, simplesmente disseram que não iriam me vender e que eu ficaria. Sempre me trataram assim", declarou.


Recomendados para você


Comentários

Por fábio ,13/03/2018

Não sou fã do atual presidente, mas sinceramente não é crível essa versão do atleta! ora, se havia intenção ou planejamento de negociá-lo no final da temporada de 2017, pq o seu contrato foi renovado até 2022 (e com aumento expressivo de salário)? mentira tem perna curta!

Por Sérgio Dias,13/03/2018

Falar desse presidente, é chover no molhado. Inúmeras demonstrações de sua incompetência gerencial e a consequente bagunça e desobediência que impera no futebol do SPORT são as maiores provas disso. Agora, como ele não demonstra seu amor pelo SPORT através de sua renúncia, é somente rezar para que sua soberba e prepotência não afundem ainda mais o SPORT.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM