Jornal do Commercio
IMPEACHMENT

Torcedoras do Sport explicam motivos para pedir impeachment de Arnaldo

Rubro-negras recolheram mais de 700 assinaturas pedindo impeachment de Arnaldo Barros

Publicado em 17/05/2018, às 07h31

Thereza Melo (esquerda) e Lorena Campos (direita) encabeçaram pedindo de impeachment no Sport / Cortesia
Thereza Melo (esquerda) e Lorena Campos (direita) encabeçaram pedindo de impeachment no Sport
Cortesia
Matheus Cunha
Twitter: @matheuscunha08

As rubro-negras Lorena Campos (32 anos) e Thereza Melo (29 anos) ainda são pouco conhecidas da torcida do Sport, mas podem ter um papel importante na história do clube. Ambas foram responsáveis pelo pedido de impeachment do presidente leonino Arnaldo Barros. Encabeçaram um movimento que reuniu mais de 700 assinaturas de sócios. Elas garantem que não existem interesses políticos por traz do pedido, como foi alegado pelo mandatário.

A ideia de pedir o impeachment de Arnaldo surgiu após a derrota por 3x0 diante do América-MG, na primeira rodada da Série A, no dia 15 de abril. Segundo elas, o revés foi o estopim da “má gestão” do presidente.

“Reunimos mais de 700 assinaturas, mas validadas foram 601. Alguns não estavam em dia com o clube ou não eram sócios a mais de um ano. Ou a gente tomava uma medida preventiva, ou ia ver o Sport se afundar sem poder fazer nada”, comenta Lorena, enfermeira e sócia desde 2010.



VOTOU EM ARNALDO

Thereza votou na chapa de Arnaldo Barros (Avança Sport) em 2016. Se mostra arrependida do voto, já que acreditou no discurso proferido durante a campanha. Também garante que não possui nenhum interesse político. Nem dela, nem da maioria dos sócios que assinaram o documento.

“A maioria das assinaturas foram de sócios que, como eu, deram o voto a essa gestão e não de ‘perdedores das eleições’ como o próprio Arnaldo disse”, explica a administradora.


Recomendados para você


Comentários

Por JAILSON LIMA ,17/05/2018

N minha opinião isso só deve acontecer depois de ser feita auditoria no club, e se for comprovado atos ilícitos, pois erros qualquer um pode ter,mas má fé deve ser banida.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM