Jornal do Commercio
SÉRIE A

Técnico do Sport minimiza o mau desempenho de Rogério e Marlone

Claudinei Oliveira acredita que os dois vão melhorar de performance após a Copa do Mundo

Publicado em 14/06/2018, às 08h16

Rogério perde gol cara-cara com Marcelo Grohe / Foto: Alexandre Gondim/ JC Imagem
Rogério perde gol cara-cara com Marcelo Grohe
Foto: Alexandre Gondim/ JC Imagem
JC Online

À frente do Sport há pouco mais de 40 dias, Claudinei Oliveira já obteve bastante conhecimento a respeito dos jogadores que tem à disposição no elenco rubro-negro. Essa parada para a Copa do Mundo vai servir para o treinador observar ainda mais de perto o desempenho de cada um e projetar algumas situações de jogo em cima do que os atletas podem desenvolver.

Porém, essas 10 rodadas no comando do Leão, foram suficientes para Claudinei fazer algumas observações. Após o jogo contra o Grêmio, o treinador avaliou individualmente alguns jogadores. "Rogério nos ajuda muito taticamente. Fez gol contra o Atlético-MG, deu assistência para gol, já tinha feito gol contra o Paraná. Um jogador rodado, já esteve no São Paulo, e quem confio. Ele perdeu o gol porque fez a movimentação perfeita para receber o passe de Michel Bastos, só que na hora de fazer o gol não sei o que aconteceu. Mas ele tem crédito comigo", falou Oliveira.



Quem também não vem bem é o meia Marlone. "Todo mundo tem o direito de jogar mal uma partida. Confiamos no Marlone e nessa parada para a Copa vamos avaliar todos. Podemos voltar com a mesma equipe ou fazer algumas mudanças no time titular. Quero observar o Marlone por dentro, pelo outro lado e atuando como um 10. É preciso ter alternativas", contou.

CENTROAVANTE

Por fim, foi a vez de o técnico falar a respeito do centroavante Carlos Henrique, que sempre tem ido bem quando acionado. "Quando montamos o elenco tomamos o cuidado para ter jogadores com características diferentes. Rafael Marques sai mais pelos lados, joga por dentro, troca de posição com Rogério. Já o Carlos segura mais a bola, finaliza bem de média distância e é mais de área. Tenho certeza que vai nos ajudar no decorrer do ano".


Recomendados para você


Comentários

Por Paulo,14/06/2018

Começou a inventar. Tava indo muito bem. Ninguém entende a permanência de Rogério e Gabriel no time, tendo Michel Bastos e Evérton Felipe. Nas laterais direita e esquerda, não tem como inventar pois só tem o que tem, mas já vimos que ele ia inventar no dia que o Anselmo saiu. Este volante que veio do Atlético-PR, também não presta. Então meu caro NÃO INVENTA, NÃO PROTEGE JOGADOR.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM