Jornal do Commercio
PAÍS

Cai a taxa de retorno dos investimentos em imóveis comerciais

De acordo com a FGV, essas variações refletem o desaquecimento da economia

Publicado em 04/11/2015, às 09h03

Na comparação anual, as taxas vem registrando recuos desde o final de 2013 / Foto: Diego Nigro/JC Imagem

Na comparação anual, as taxas vem registrando recuos desde o final de 2013

Foto: Diego Nigro/JC Imagem

Da ABr

O Índice Geral do Mercado Imobiliário – Comercial (IGMIC-C) voltou a cair pela terceira vez seguida, no terceiro trimestre deste ano, ao atingir 2,48%. A taxa correspondente à renda passou de 2,2% (no segundo trimestre) para 2,1% e a taxa sobre o capital, de 0,7% para 0,4%. Os dados são da pesquisa do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV), feita com base em 678 imóveis.

De acordo com a FGV, essas variações refletem o desaquecimento da economia. “A recessão econômica iniciada no segundo trimestre de 2014 tem como resultado um claro efeito negativo sobre a rentabilidade dos imóveis comerciais”, diz a nota técnica.

Na comparação anual, as taxas vem registrando recuos desde o final de 2013. Em relação ao retorno da renda, a taxa – que oscilou 9,7%, no terceiro trimestre do ano passado, passou para 9,17%, enquanto o índice relativo ao capital, baixou de 5,3% para 2,6%.




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Nordeste Renovável Nordeste Renovável
Com a força dos ventos e a incidência solar, o Nordeste desponta como oásis. Não só para o turismo, nem apenas no Litoral. Na geração de energia sustentável está a nova fonte de riqueza da Região, principalmente no interior
Vidas Compartilhadas Vidas Compartilhadas
O JC apresenta o mundo da doação e dos transplantes de órgãos pelas vozes de pessoas que ensinam, mesmo diante das adversidades, a recomeçar a vida quantas vezes for preciso.
JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM