Jornal do Commercio
VITÓRIA

Vídeo revela tortura em presídio capixaba

As denúncias derrubaram toda a diretoria do presídio de Aracruz - três diretores e quatro agentes penitenciários foram afastados do cargo

Publicado em 24/02/2012, às 07h51

Do JC Online

Vídeos divulgados na última quinta-feira (23) pela Comissão de Prevenção e Enfrentamento à Tortura do Espírito Santo revelam agressões cometidas por agentes penitenciários dentro do Centro de Detenção Provisória de Aracruz, no norte do Estado. A gravação de mais de 40 minutos mostra que vários detentos são obrigados a tirar a roupa e ficar nus numa sala escura e, depois, têm de realizar exercícios físicos. Alguns presos ficam sentados do chão, de frente para uma parede, e são iluminados o tempo todo por uma lanterna. As denúncias derrubaram toda a diretoria do presídio de Aracruz - três diretores e quatro agentes penitenciários foram afastados do cargo.

As cenas gravadas revelam que os detentos são forçados a realizar uma série de agachamentos enquanto os agentes intimidam o grupo com xingamentos e palavras de ordem. Os vídeos foram feitos no mês passado por três agentes penitenciários que não concordavam com a atitude dos colegas e entregues um dia antes do Carnaval à Comissão de Enfrentamento à Tortura.

A comissão, criada no dia 28 de dezembro do ano passado pelo Tribunal de Justiça, é formada por representantes do Poder Judiciário, Ministério Público, governo do Estado, Ordem dos Advogados do Brasil, Defensoria Pública, Movimento Nacional dos Direitos Humanos e Conselho Estadual dos Direitos Humanos.

Para o presidente do TJES, desembargador Pedro Valls Feu Rosa, os presos foram expostos a situações vexatórias. “Isso é um tapa na cara do Poder Executivo, do Poder Judiciário, do Ministério Público, da sociedade civil organizada e de toda a população, que não merece assistir a isso em pleno século 21. Chegou a hora de o Estado e de toda a população se unir e reagir a esses feitos”, afirmou.

O Centro de Detenção Provisória de Aracruz tem capacidade para abrigar 178 presos, mas, atualmente, está com 210. O Ministério Público vai investigar a denúncia para depois encaminhar o caso à Justiça e tentar responsabilizar os envolvidos criminalmente.

Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Fascinante África do Sul Fascinante África do Sul
Reportagem especial aborda os atrativos turísticos da África do Sul e as relações econômicas do país com o Brasil
Dossiê das torcidas organizadas Dossiê das torcidas organizadas
Série de reportagens mostra a atuação das torcidas organizadas em Pernambuco a partir de 2001, ano da primeira morte em consequência dos confrontos
Fora dos trilhos Fora dos trilhos
Dez anos depois do início das obras da Transnordestina, o pouco que foi construído está abandonado. Era 'o sonho' de uma ligação férrea entre o litoral e o interior do Nordeste

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2016 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM