Jornal do Commercio
Goiás

Um dos líderes do PCC é preso em Caldas Novas

Antônio Donizete Alves dos Santos, 32 anos, estava há um ano em Caldas Novas usando documentação falsa e gerenciando um restaurante na cidade goiana

Publicado em 21/04/2012, às 11h52

Da Agência Estado

Um dos líderes de uma das maiores facções criminosas do Brasil, o PCC, foi preso na noite de sexta-feira (20), de acordo com informações da Polícia Militar de Caldas Novas, Goiás.

Segundo a PM, Antônio Donizete Alves dos Santos, 32 anos, estava há um ano em Caldas Novas usando documentação falsa e gerenciando um restaurante no Setor São José, bairro próximo ao centro da cidade.

O delegado titular da Delegacia de Polícia Civil de Caldas Novas Lanivaldo Mendes, transferiu o homem para Goiânia, onde ficará aguardando transferência para o Presídio Federal de Segurança Máxima em Ribeirão Preto, São Paulo.

Contra o foragido há nove mandados de prisão por tráfico de drogas e roubos. Antônio, conhecido como "Uê" tem uma ficha criminal com mais de 200 passagens por diversos tipos de crimes praticados, entre eles assalto a bancos, a uma companhia área e tráfico de entorpecentes - duas toneladas de cocaína já foram apreendidas com o líder da organização criminosa. Armas de uso exclusivo das Forças Armadas como fuzis, submetralhadoras e até uma bazuca também já estiveram em posse do suspeito.

Conforme informações de agentes policiais de Caldas Novas, ao ser pego pelos policiais, o suspeito teria afirmado: "Vocês estão com um troféu nas mãos".




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM