Jornal do Commercio
Prisão

Líder do PCC vai para Regime Disciplinar Diferenciado

Paulo César Souza Nascimento, conhecido como Paulinho Neblina, agora está na Penitenciária de Presidente Bernardes, no oeste paulista

Publicado em 29/10/2013, às 21h07

Da Agência Estado

Com um forte esquema de segurança, que teve até policiais da Rota, o preso Paulo César Souza Nascimento, conhecido como Paulinho Neblina e um dos líderes do Primeiro Comando da Capital (PCC), foi transferido nesta terça-feira, 29, da Penitenciária 2 de Presidente Venceslau para a de Presidente Bernardes, no oeste paulista.

Ele permanecerá por menos seis meses internado no Regime Disciplinar Diferenciado (RDD). A internação foi autorizada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo, que aceitou a solicitação do Ministério Público Estadual (MPE). Os promotores queriam a internação por pelo menos um ano, que é o prazo previsto pela lei nos presídios de segurança máxima.

O MPE aguarda o julgamento de outros 33 recursos envolvendo líderes da facção. Condenado a 89 anos de prisão, Paulinho Neblina chegou ao presídio de Bernardes no fim da tarde de hoje. A transferência foi confirmada pela Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), que, alegando razões de segurança, não quis fornecer detalhes sobre a operação.

Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM