Jornal do Commercio
mundo mundo
  • Tamanho do texto:
  • A-
  • A+

jango

Grupo de trabalho vai acompanhar exumação dos restos mortais de João Goulart

O objetivo da exumação é descobrir a real causa da morte e se ele foi assassinado

Publicado em 07/11/2013, às 15h44


Da Agência Brasil

Brasília – O governo criou um grupo de trabalho no âmbito da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República para providenciar a exumação dos restos mortais do ex-presidente João Goulart e a realização de exames e atividades periciais. A exumação ocorrerá na próxima quarta-feira (13).

A portaria que cria o grupo de trabalho, assinada pela ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (7). O grupo é composto por representantes da própria secretaria, da Comissão Nacional da Verdade e da Polícia Federal, que vai coordenar a equipe de peritos. Os especialistas designados pela família do ex-presidente também participarão de todos os procedimentos de exumação e análises.

Segundo a portaria, o grupo de trabalho encerrará suas atividades após a entrega do laudo oficial conclusivo das atividades periciais à ministra Maria do Rosário e à Comissão Nacional da Verdade.

Deposto pelo regime militar (1964-1985), Goulart morreu no exílio, no dia 6 de dezembro de 1976, na Argentina. O objetivo da exumação é descobrir a real causa da morte e se ele foi assassinado. Por imposição do regime militar brasileiro, João Goulart foi sepultado em sua cidade natal, São Borja, no Rio Grande do Sul, sem passar por uma autópsia.

Existe a suspeita de que sua morte pode ter sido articulada pelas ditaduras do Brasil, da Argentina e do Uruguai, na chamada Operação Condor. Após os exames, os despojos voltarão para São Borja no dia 6 de dezembro, data de morte do ex-presidente.

imprima
envie para um amigo
reportar erro


Comentar


nome e-mail
comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

Fotos do dia

"Cumpriu sua sentença. Encontrou-se com o único mal irremediável"
Foto: Ricardo B. Labastier/JC Imagem

> JC Imagem

"Cumpriu sua sentença. Encontrou-se com o único mal irremediável""Cumpriu sua sentença. Encontrou-se com o único mal irremediável""Cumpriu sua sentença. Encontrou-se com o único mal irremediável"

Vídeos do dia

Expedição americana traz navio-laboratório para estudar tubarões em Pernambuco

  • Expedição americana traz navio-laboratório para estudar tubarões em Pernambuco
  • 'O melhor Lance' - trailer oficial legendado
  • 'Sem evidências' - trailer oficial legendado

Ranking do dia

Especiais JC

A revolução da energia A revolução da energia
Em um momento difícil para a gestão de energia no Brasil, o JC traz um especial, no JC Online e no Jornal do Commercio, mostrando que essa é uma área essencial e em plena revolução
A loucura e suas implicações A loucura e suas implicações
Em 20 anos o tratamento de pessoas com transtornos mentais mudou no Recife. Manicômios fecharam para dar lugar a novos espaços
Facebook Twitter RSS Youtube
Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM