Jornal do Commercio
UNIVERSIDADES

Cursos de licenciatura a distância aumentam e presenciais diminuem

Bacharelados e cursos de tecnólogo seguem aumentando na modalidade presencial

Publicado em 06/10/2016, às 13h06

No total, considerados os cursos a distância e presenciais, as licenciaturas crescem desde 2005 / Foto: Marcos Santos/USP Imagens
No total, considerados os cursos a distância e presenciais, as licenciaturas crescem desde 2005
Foto: Marcos Santos/USP Imagens
JC Online

O número de cursos de licenciatura a distância cresceu 5,04% em 2015 em relação a 2014, de acordo com dados do Censo da Educação Superior 2015, divulgados nesta quinta-feira (6) pelo Instituto de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Já as licenciaturas presenciais, que vinham aumentando até 2012, registram quedas constantes desde 2013. São as únicas a ter redução entre as graduações. Os bacharelados e os cursos de tecnólogo seguem aumentando na modalidade presencial.

O crescimento dos cursos na modalidade a distância foi o maior desde 2011, que, em relação a 2010, aumentou em 7,29%. Atualmente, são 625 cursos, o que corresponde a maior fatia do total de 1.473 cursos a distância no país.  Na modalidade presencial, o número de cursos passou de 7.261 em 2014 para 7.004 em 2015, uma queda de 3,5%.

No total, considerados os cursos a distância e presenciais, as licenciaturas crescem desde 2005. Em 2015, foram registrados 32.028 cursos entre instituições públicas e privadas.

Educação a distância

A educação a distância (EaD) cresce em ritmo mais acelerado que presencial. Enquanto o ensino presencial teve um crescimento de 2,3% nas matrículas em 2015 em relação a 2014, o ensino a distância teve expansão de 3,9%. Com isso, a EaD atinge a participação de 17,4% do total de matrículas da educação superior.

Apesar do crescimento, considerando apenas os ingressos, em comparação com 2014, o número de novos alunos nos cursos a distância diminuiu 4,6% em 2015. Já nos cursos presenciais a queda foi de 6,6%, após uma tendência de alta ocorrida nos anos anteriores.

Já o número de concluintes aumentou em 23,1%, índice maior que nos presenciais, que foi de 9,4%. 

A rede privada concentra a maior parte das matrículas na modalidade, 1.265.359, o representa 90,8% do total de 1.393.752 registradas em 2015. Mais da metade das matrículas em cursos de licenciatura na rede privada é oferecida na modalidade a distância (51,1%). Na rede pública, esse índice é de 16,6%.

Educação Física

A licenciatura em educação física é a segunda maior do país. Ela concentra 10,2% das matrículas na graduação em licenciaturas e só é ultrapassada pelas matrículas em pedagogia, que correspondem a 44,3% do total de matrículas em licenciaturas.

Em números absolutos, são 149.011 matrículas na licenciatura em educação física e 648.998 em pedagogia.

A oferta de educação física nas escolas de educação básica entrou no debate nacional após a retirada da obrigatoriedade da disciplina no ensino médio pela Medida Provisória do Novo Ensino Médio. Antes da MP, a disciplina era obrigatória, por lei. Agora, com o novo texto, no ensino médio, dependerá da aprovação da obrigatoriedade na Base Nacional Comum Curricular, atualmente em discussão. Segue obrigatória no ensino fundamental.

As licenciaturas em filosofia, sociologia e artes, cuja obrigatoriedade no ensino médio também dependerá da definição da Base, estão entre as 20 com mais matrículas no Brasil. Aparecem respectivamente em 12º, 14º e 18º lugares.

Química e física

As licenciaturas em química e física também estão entre as 20 mais procuradas. A primeira ocupa a 10ª posição e a segunda, a 11ª. Mantêm as matrículas. No total, são 35.892 matrículas em química em todo o país, o que corresponde a 2,5% do total das matrículas em licenciaturas e 25.102, em física, o equivalente a 1,7. Ambos os números de matrículas se mantêm constantes em relação a 2014.

As disciplinas estão entre os maiores déficits da educação básica, principalmente no ensino médio, segundo auditoria especial do Tribunal de Contas da União (TCU), divulgada em 2014.

A situação é crítica também quando se tem professores lecionando as disciplinas. Segundo o Ministério da Educação, do total de 27.886 professores que lecionam física, 19.161 não tem licenciatura na disciplina, o que equivale a 68,7% do total. A formação de novos professores não acompanha a demanda, de 1,8 mil por ano. Seriam necessários, então, 11 anos para que todos os professores de física tivessem a formação adequada. Em química, 46,3% não têm a formação adequada.

Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por Flavio Silva,07/10/2016

Terminei meu curso em Licenciatura em Química,pela Federal.Deixei vários currículo e na Gerencia Regional de Educação de Limoeiro.Nunca chamaram,enquanto isso é monte de professores de Biologia dando aulas de Química e muitas vezes nem graduação tem.Cade o Ministério Público para fiscalizar isso.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Hobbit - 80 anos O Hobbit - 80 anos
Como a maioria dos hobbits, Bilbo Bolseiro leva uma vida tranquila até o dia em que recebe uma missão do mago Gandalf. Acompanhado por um grupo de anões, ele parte numa jornada até a Montanha Solitária para libertar o Reino de Erebor do dragão Smaug
Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM