Jornal do Commercio
ITAMARATY

Governo brasileiro condena ataque terrorista na Turquia

A casa noturna Reina, situada no lado europeu de Istambul, recebia cerca de 700 pessoas na hora do ataque

Publicado em 01/01/2017, às 13h11

Cerca de 40 pessoas continuam internadas em hospitais da região após o ataque à casa noturna / OZAN KOSE / AFP
Cerca de 40 pessoas continuam internadas em hospitais da região após o ataque à casa noturna
OZAN KOSE / AFP
ABr

O governo brasileiro condenou neste domingo (1º) o ataque terrorista durante uma festa de comemoração pela passagem de ano em uma discoteca, em Istambul, na Turquia, ocorrido esta madrugada, causando a morte de pelo menos 39 pessoas e deixando dezenas de feridos.

>>> Leia nota na íntegra

“Ao reiterar seu firme repúdio a todo ato de terrorismo, qualquer que seja sua motivação, o governo brasileiro manifesta condolências e solidariedade aos familiares das vítimas, ao povo e ao governo da Turquia”, diz a nota divulgada pelo Itamaraty.

Casa noturna

A casa noturna Reina, situada no lado europeu de Istambul, às margens do Estreito de Bósforo, é um dos locais mais procurados pela juventude de classe alta turca, além de turistas e celebridades. De acordo com notícia publicada pelo site da Radio França Internacional, cerca de 700 pessoas estavam no local na hora do ataque.

Segundo o governador de Istambul, cerca de 40 pessoas continuam internadas em hospitais da região. Muitas pessoas que celebravam o Ano-Novo se atiraram nas águas do Estreito de Bósforo, em pânico.

Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM