Jornal do Commercio
São Paulo

Ônibus de acidente com 8 mortes não tinha autorização para transporte

De acordo com a Agência de Transporte de São Paulo, ônibus que levava estudantes tinha autorização apenas para prestar serviços de fretamento

Publicado em 16/02/2017, às 20h52

Segundo a Artesp, o veículo está registrado em nome da empresa Clauric Transporte Ltda, que foi notificada pela fiscalização pelo uso irregular / Corpo de Bombeiros
Segundo a Artesp, o veículo está registrado em nome da empresa Clauric Transporte Ltda, que foi notificada pela fiscalização pelo uso irregular
Corpo de Bombeiros
Estadão Conteúdo

O ônibus de estudantes envolvido no acidente com outro coletivo que deixou oito pessoas mortas e 46 feridas, nesta quinta-feira (16) em Teodoro Sampaio, não tinha autorização para transportar passageiros.

De acordo com a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), o ônibus que levava estudantes possuía autorização apenas para prestar serviços na modalidade de fretamento, que não inclui o transporte regular de alunos. 

Segundo a Artesp, o veículo está registrado em nome da empresa Clauric Transporte Ltda, que foi notificada pela fiscalização pelo uso irregular. Já a Clauric informou que o ônibus não faz parte da frota da empresa, tendo sido vendido há oito meses. Segundo a empresa, o departamento jurídico foi acionado para verificar por que razão o veículo continua registrado em seu nome na Artesp.

De acordo com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), o outro veículo que levava passageiros (sacoleiros) de Foz de Iguaçu, no Paraná, para Iturama, em Minas Gerais, possuía autorização para a viagem.

Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM