Jornal do Commercio
POLÊMICA

Faustão paga jantar para Temer e se justifica após críticas

Apresentador pagou o jantar do presidente em um restaurante de São Paulo e tentou se justificar após críticas sobre o ocorrido

Publicado em 20/03/2017, às 15h53

Apresentador explicou:
Apresentador explicou: "Retribui a gentileza a um amigo"
Foto: Reprodução
JC Online

O apresentador Fausto Silva se justificou, através de nota enviada nesta segunda-feira (20), sobre o porquê de ter pago a conta de um jantar do presidente Michel Temer em um restaurante em São Paulo, na noite da última sexta-feira (17). Segundo o colunista Ancelmo Gois, do "Jornal do Globo", a iniciativa de bancar a despesa do restaurante La Tambouille foi do artista.

Após a polêmica suscitada e as críticas nas redes sociais, Faustão declarou que tomou a iniciativa porque Temer estava sentado na mesma mesa que um amigo seu, e de todo modo, para ele seria 'um prazer' pagar o jantar do presidente.

"Não teria nenhum problema em pagar. Seria um prazer. Mas, na verdade, o presidente estava almoçando com um amigo meu, em uma mesa ao lado. E este amigo pagou a conta na última vez em que almoçamos juntos. Agora, eu quis apenas retribuir a gentileza deste amigo", explicou.

Críticas

Após o fato vir à público, muitos internautas criticaram a atitude do apresentador nas redes sociais.

"Faustão paga conta de Temer, governo aumenta as 'contribuições' à Globo. Qual seria o jantar? Pato, rabada, Lula perhaps? Quem pagou o que?", ironizou um deles.

 

 

"O Faustão também vai fazer 'vídeocriticadas' para o almoço que ele pagou pro Temer?", disse outra. 

 

 

Faustão não vira o disco também. Caramba! Fala mal do Brasil mas pagou a conta do Temer em um restaurante", publicou mais uma.

 

 


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM