Jornal do Commercio
Nota

CNBB manifesta 'espanto e indignação' com denúncias de corrupção da Lava Jato

Os dirigentes da CNBB ressaltam que "saídas" para a atual crise devem respeitar e fortalecer o Estado democrático de direito.

Publicado em 19/05/2017, às 13h37

O documento é assinado por dom Sérgio da Rocha Krieger, presidente da CNBB, dom Murilo Ramos, vice-presidente, e dom Leonardo Ulrich Steiner, secretário-geral. / Foto: Fotos Públicas
O documento é assinado por dom Sérgio da Rocha Krieger, presidente da CNBB, dom Murilo Ramos, vice-presidente, e dom Leonardo Ulrich Steiner, secretário-geral.
Foto: Fotos Públicas
Estadão Conteúdo

A cúpula da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) manifestou "espanto" e "indignação" diante das "graves" denúncias de corrupção investigadas pela Operação Lava Jato. Em nota divulgada nesta sexta-feira (19) os dirigentes da entidade ressaltam que "saídas" para a atual crise devem respeitar e fortalecer o Estado democrático de direito. "Tais denúncias exigem rigorosa apuração, obedecendo-se sempre as garantias constitucionais", ressalta o documento.

"Apurados os fatos, os autores dos atos ilícitos devem ser responsabilizados", comenta a CNBB. "A vigilância e a participação política das nossas comunidades, dos movimentos sociais e da sociedade, como um todo, muito podem contribuir para elucidação dos fatos e defesa da ética, da justiça e do bem comum."



Documento

O documento é assinado por dom Sérgio da Rocha Krieger, presidente da CNBB, dom Murilo Ramos, vice-presidente, e dom Leonardo Ulrich Steiner, secretário-geral. "A superação da grave crise vivida no Brasil exige o resgate da ética na política que desempenha papel fundamental na sociedade democrática. Urge um novo modo de fazer política, alicerçado nos valores da honestidade e da justiça social", avaliam os religiosos.

Os bispos citam declaração do Papa Francisco, pronunciada em Roma, em 2013. "Na vida pública, na política, se não houver a ética, uma ética de referimento, tudo é possível e tudo se pode fazer."


Recomendados para você


Comentários

Por jorge almada,20/05/2017

Vivemos uma democracia de 2° classe, “um bando de Corruptos ocupam o pais”. Estão transformando a nossa Pátria em um País sem lei e sem punição, avança sobre a população ameaças de todo o tipo, o cidadão não tem mais confiança em seus representantes e governantes eleitos, a operação lava jato corre o risco sério de acabar. VOCÊ AINDA ACHA QUE TERÁ CANDIDATOS HONESTOS PARA VOTAR EM 2018? A única solução é uma intervenção militar constitucional e elaboração de uma nova constituição para o País.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM