Jornal do Commercio
CLIMA

Neve cai sobre cidades gaúchas; frente fria avança com força

As temperaturas baixaram drasticamente dos 25,5°C para 7,5°C entre o domingo (16) e esta segunda-feira (17)

Publicado em 17/07/2017, às 16h22

A previsão é de que o frio se intensifique até a metade desta semana / Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil
A previsão é de que o frio se intensifique até a metade desta semana
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil
Estadão Conteúdo

Depois de um fim de semana relativamente quente no Rio Grande do Sul, a frente fria chegou com força total ao Estado no início desta segunda-feira (17) e os primeiros flocos de neve foram registrados por volta das 10h na cidade serrana de Canela. As informações são da MetSul Meteorologia.

Na noite de domingo (16) outros dois municípios gaúchos, Santana do Livramento e Pinheiro Machado, já haviam registrado pequenos flocos de neve.

Dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), localizado na cidade de Campo Bom, no Vale dos Sinos, apontam que as temperaturas baixaram drasticamente dos 25,5°C para 7,5°C entre o domingo (16) e esta segunda-feira (17).



A previsão é de que o frio se intensifique até a metade desta semana, com possibilidade de neve, ainda nesta tarde e noite nos municípios da Serra Gaúcha e da fronteira oeste do Estado.

Na primeira quinzena de junho, as cidades serranas de Caxias do Sul, Farroupilha, Nova Petrópolis e São Francisco de Paula também foram contempladas com o fenômeno.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM