Jornal do Commercio
São Paulo

Estudantes realizam novo protesto contra mudança no passe livre em SP

Manifestantes reclamam da decisão da gestão municipal de alterar modelo de concessão do passe livre

Publicado em 11/08/2017, às 21h46

Manifestantes já realizaram outros protestos semelhantes / Foto: ABr
Manifestantes já realizaram outros protestos semelhantes
Foto: ABr
Estadão Conteúdo

Estudantes voltaram a ocupar ruas da região central e da zona oeste de São Paulo no fim da tarde e na noite desta sexta-feira (11) em protesto contra o prefeito João Doria (PSDB). Alunos realizaram uma manifestação contra a decisão da gestão tucana de alterar o modelo de concessão do passe livre estudantil no sistema de transporte público da cidade.

No fim da tarde, o movimento se concentrou nas imediações da Praça do Ciclista, na Avenida Paulista, e seguiu pela Avenida Rebouças até a Brigadeiro Faria Lima, bloqueando parte do tráfego. A Polícia Militar seguiu os manifestantes, mas não relatou nenhuma ocorrência até às 21 horas desta sexta.

Cartazes dos integrantes do protesto reclamavam da decisão de Doria, dizendo que "Passe livre é meu direito", "Não aos cortes no passe livre" e "Estudante está organizado, passe livre fica". Não foi informado estimativa quanto ao número de presentes na manifestação.



Antes

Antes da mudança, que passou a valer desde 1º de agosto, os alunos tinham direito a uma cota de passe livre por dia. Essa cota tinha validade de 24 horas e dava direito a até oito embarques nos ônibus administrados pela São Paulo Transporte (SPTrans). Com a alteração, os alunos terão direito a duas cotas, mas cada uma delas tem validade de duas horas e direito a embarque em até quatro ônibus. O total era de 24 cotas por mês. Agora, passaram para 48 - dando preferência ao uso apenas nos dias úteis.

Caso o aluno queira, poderá usar mais de duas cotas por dia, gastando os benefícios antes do fim do mês. A Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes informou que espera obter uma economia de R$ 70 milhões com a medida.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Educação, emprego e futuro Educação, emprego e futuro
Investir em educação é um pressuposto para o crescimento econômico, a geração de empregos e o aumento da renda. Aos poucos, empresas dos mais variados setores entram numa engrenagem antes formada apenas pelo poder público.
Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM