Jornal do Commercio
Salvador

MPE irá apurar circunstâncias do naufrágio em Salvador

Naufrágio de barco em Salvador deixou 18 pessoas mortas

Publicado em 26/08/2017, às 13h07

Acidente ocorreu na última quinta-feira (24) / Foto: ACM Neto/Divulgação
Acidente ocorreu na última quinta-feira (24)
Foto: ACM Neto/Divulgação
ABr

Após anunciar que havia alertado para a situação precária das embarcações que fazem a travessia da Baía de Todos-os-Santos, em Salvador, o Ministério Público da Bahia (MPE) determinou a criação de uma força-tarefa, para apurar “as circunstâncias e fatos" que motivaram o naufrágio da lancha Cavalo Marinho I.

A iniciativa foi proposta pela Procuradora-geral de Justiça, Ediene Lousado, que fará parte da força-tarefa, junto com sete promotores de justiça das áreas cível e criminal, além dos centros de apoio de defesa do consumidor, de proteção à moralidade administrativa, criminal, segurança pública e defesa social e de defesa do patrimônio público e moralidade administrativa.



Entre os integrantes da força-tarefa, está também a promotora Hoseane Suzart, que chegou a conceder uma coletiva de imprensa na manhã de ontem (25), onde informou que o MPE já havia alertado para a situação precária das embarcações e a qualidade do serviço de travessia.

Segundo a promotora, o MPE abriu duas ações civis públicas, uma em 2007 e  outra em 2014, para que o serviço fosse melhor fiscalizado. Na mesma coletiva de imprensa, a promotora informou que, a partir da próxima segunda-feira (28), o órgão passará a receber famílias e vítimas do acidente que pretendem solicitar indenizações pelos danos.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores
#ACulpaNãoÉDelas #ACulpaNãoÉDelas
Histórias de mulheres que passaram anos sendo agredidas por seus parceiros e, com medo, permaneceram em silêncio. Essa série de reportagem discute novos olhares no enfrentamento às agressões contra a mulher, até porque a culpa não é delas

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM