Jornal do Commercio
Saúde

Governo prorroga até março vacinação contra HPV

Vacinação estava prevista até setembro. Podem ser imunizados, homens e mulheres com idades entre 15 e 26 anos

Publicado em 12/09/2017, às 07h47

Vacinação para HPV é prorrogada / Foto: ABr
Vacinação para HPV é prorrogada
Foto: ABr
Estadão Conteúdo

Homens e mulheres entre 15 e 26 anos poderão se vacinar contra HPV até março do ano que vem nos municípios com imunizantes em estoque. A nova recomendação do Ministério da Saúde foi divulgada nesta segunda-feira (11). Inicialmente, a vacinação para essa faixa etária estava prevista para acabar em setembro. 

O objetivo, segundo o ministro da Saúde, Ricardo Barros, é evitar o desperdício de vacinas. Os jovens de 15 a 26 anos que tomarem a primeira dose da vacina contra HPV neste período terão garantidas as doses seguintes no Sistema Único de Saúde (SUS). Para essa faixa etária, o esquema vacinal é com três doses, com intervalo de zero, 2 e 6 meses. Depois de março, a orientação do governo federal será de oferecer a vacina somente para o público-alvo - crianças e adolescentes entre 9 e 15 anos. 

Os municípios com vacinas em estoque, com prazo de validade até março de 2018, poderão aplicar as doses em homens e mulheres entre 15 e 26 anos. A medida tem caráter temporário e já foi informada para gestores estaduais e municipais. A nova recomendação estende o prazo de vacinação para essa faixa etária, que inicialmente estava prevista para encerrar nas cidades que tinham estoques a vencer em setembro. 



Balanço

Desde o começo da vacinação, em 2014, até junho, foram imunizadas com a primeira dose 10,7 milhões de meninas, o que corresponde a 89,9% do total de brasileiras nesta faixa etária. Receberam as duas doses - o recomendado pelo ministério - 7,1 milhões de meninas, o que corresponde a 59,7% do total.

Já em relação aos meninos, de janeiro a junho, 853,9 mil adolescentes de 12 a 13 anos se vacinaram com a primeira dose - 23,6% dos 3,6 milhões de meninos nessa faixa etária. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores
#ACulpaNãoÉDelas #ACulpaNãoÉDelas
Histórias de mulheres que passaram anos sendo agredidas por seus parceiros e, com medo, permaneceram em silêncio. Essa série de reportagem discute novos olhares no enfrentamento às agressões contra a mulher, até porque a culpa não é delas

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM