Jornal do Commercio
Guerra do tráfico

Menina de 12 anos é atingida por bala perdida ao sair de igreja no Rio

Menina foi baleada na favela da Rocinha que enfrenta crise devido à guerra contra o tráfico de drogas

Publicado em 26/10/2017, às 07h55

Menina saia de igreja na Rocinha quando foi baleada / Foto: ABr
Menina saia de igreja na Rocinha quando foi baleada
Foto: ABr
Estadão Conteúdo

Uma menina de 12 anos foi atingida por uma bala perdida quando saía de uma igreja evangélica na comunidade da Rocinha, na noite desta quarta-feira, 26. A bala perfurou a barriga e saiu por uma das nádegas da criança. Ela passou por cirurgia de mais de 3 horas no Hospital Municipal Miguel Couto e o quadro é considerado estável na manhã desta quinta.

Testemunhas contam que o tiro partiu da arma de um criminoso encapuzado que tentava assaltar um supermercado próximo. Ele teria disparado na direção do dono do estabelecimento, que tentou fugir do local.



Investigação

A Polícia Militar confirma a ocorrência, mas diz estar "apurando o que aconteceu". Não foi registrado nenhum conflito armado envolvendo traficantes na região.

A menina chegou a ser encaminhada a uma unidade de pronto-atendimento na Rocinha, mas precisou ser transferida ao hospital.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM