Jornal do Commercio
Feminicídio

Homem é preso por matar mulher espancada e forjar acidente doméstico

Castro matou Maria das Dores Brito, de 27 anos, na noite de quinta-feira, com pancadas na cabeça. O suspeito afirmou que a mulher tinha caído ao tentar trocar o chuveiro.

Publicado em 03/12/2017, às 11h13

Suspeito deixou chuveiro e uma escada no local do crime, numa tentativa de enganar os investigadores / Foto: Arquivo JC
Suspeito deixou chuveiro e uma escada no local do crime, numa tentativa de enganar os investigadores
Foto: Arquivo JC
Agência Estado

A Polícia Civil prendeu na última sexta-feira (1º) um homem acusado de matar a pancadas a companheira e mãe de seu filho em Jacarepaguá, na zona oeste do Rio. Francisco José De Sousa Castro, de 49 anos, foi preso em flagrante pelo crime de feminicídio, depois de tentar forjar que a mulher teria morrido em decorrência de um acidente doméstico.

Castro matou Maria das Dores Brito, de 27 anos, na noite de quinta-feira, com pancadas na cabeça, segundo os delegados Fábio Salvadoretti, Phelipe Cyrne e André Timoni, que coordenaram as investigações na Delegacia de Homicídios da Capital. Eles moravam juntos há oito anos e tinham um filho de 1 ano e 6 meses.



Forjamento

O acusado relatou aos policiais que a vítima teria caído da própria altura ao trocar o chuveiro do banheiro de sua casa. Segundo a polícia, ele deixou um chuveiro e uma escada no local do crime, numa tentativa de enganar os investigadores.

Os agentes e peritos, porém, conseguiram demonstrar com base nas provas periciais e criminais que a versão de Castro era falsa. A quantidade e a intensidade das lesões encontradas pelo legista no corpo da vítima mostraram que só poderiam ter sido provocadas por força mecânica externa, incompatíveis com uma queda da própria altura.


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por Sérgio,03/12/2017

Feminicídio é mais comum em nosso país como qualquer outro crime, e ainda tem uns Imbecis que votam em Bolsonaro!!!



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM