Jornal do Commercio
Rio de Janeiro

Operação conjunta prende traficante Rogério 157 na zona norte do Rio

Rogério 157 é o traficante responsável pela guerra do tráfico na favela da Rocinha, no Rio de Janeiro

Publicado em 06/12/2017, às 07h24

Cerca de 2,9 mil homens das Forças Armadas, membros das polícias Civil, Militar e Federal, participaram da operação nas comunidades / Foto: Agência Brasil
Cerca de 2,9 mil homens das Forças Armadas, membros das polícias Civil, Militar e Federal, participaram da operação nas comunidades
Foto: Agência Brasil
ABr

As forças de segurança do Rio prenderam na manhã desta quarta-feira (6), na favela do Arará, zona portuária do Rio, um dos traficantes de drogas mais procurados da cidade, Rogério Avelino de Souza, o Rogério 157, da favela da Rocinha, na zona sul. Há dois meses, ele provocou uma guerra na comunidade, depois de deixar a quadrilha de Antonio Francisco Bonfim Lopes, o Nem da Rocinha. Com essa atitude, Nem deu ordens de dentro de um presídio federal fora do Rio, onde está preso desde 2011, para que integrantes de sua quadrilha invadissem a Rocinha com o apoio de homens de outras comunidades, ligados à mesma facção criminosa, o que resultou em uma verdadeira guerra.

Depois de várias tentativas de ocupar a comunidade, o governador Luiz Fernando Pezão pediu apoio ao presidente Michel Temer que enviou tropas das Forças Armadas, do Exército, Marinha e Aeronáutica. Elas ocuparam a comunidade no dia 22 de setembro, logo após a ordem do governo federal para a atuação das Forças Armadas no Rio.



Prisão

Rogério 157 foi preso na comunidade do Arará, onde estava escondido. A favela vive uma guerra pelo tráfico de drogas há mais de um mês. Recentemente, bandidos armados tentaram furar um bloqueio em frente ao Arsenal de Guerra do Exército, na zona portuária, e quatro deles acabaram mortos no confronto com os militares. A barricada com mais de 100 homens do Exército foi montada no local para evitar que traficantes tentassem invadir o paiol de armas e munições do Exército. Em outra ação mais recente, homens do Batalhão de Choque da Polícia Militar mataram sete criminosos no Arará e apreenderam 14 fuzis.

Rogério 157 foi levado para a Cidade da Polícia, no bairro do Jacaré, onde foi apresentado a Polícia Civil, que vai detalhar como chegou ao traficante. Em imagens que circulam nas redes sociais, ele foi fotografado sorrindo em selfies ao lado dos agentes.


Galeria de imagens

Legenda
Anteriores
Próximas


Recomendados para você


Comentários

Por Waldemar Araujo,06/12/2017

Essa foto é da Rocinha. A favela Parque Arará em Benfica aonde 157 foi preso é colada ao presídio aonde está o ex-governador Sérgio Cabral.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM