Jornal do Commercio
saúde

Três mortos por surto de cólera em Cuba

Ao todo, segundo jornal oficial, foram registrados 53 casos da doenças na ilha

Publicado em 03/07/2012, às 09h51

Da AFP

HAVANA - Um surto de cólera em um município da província de Granma, no leste de Cuba, deixou mais de cinquenta pessoas doentes, das quais três morreram, informou nesta terça-feira (3) o ministério da Saúde Pública.

"No total de pacientes atendidos, foram identificadas diferentes bactérias, precisando-se o diagnóstico do Vibrio cholerae em 53 casos, com 3 mortes de idosos, de 95, 70 e 66 anos de idade, com antecedentes de doenças crônicas", disse um comunicado publicado no jornal oficial Granma nesta terça-feira.

"Nas últimas semanas aumentaram as informações, em alguns territórios, sobre uma tendência ao aumento das doenças diarreicas agudas, o que esteve influenciado pelas altas temperaturas e intensas chuvas", acrescentou.

O jornal indicou que "uma das províncias que registrou maior incidência é Granma (cerca de 800 km a sudeste de Havana), com a maioria dos casos correspondendo ao município de Manzanillo, onde ocorreu um surto de infecção gastrointestinal, de transmissão hídrica, a partir da contaminação de vários poços de abastecimento local".

Não houve recentemente casos de cólera na ilha, mas os médicos que integraram a brigada humanitária cubana no Haiti têm experiência em tratar pacientes com esta doença.

Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM