Jornal do Commercio
Índia

Indiana mata leopardo com foice

Ataques de leopardos são relativamente frequentes nas zonas rurais da Índia

Publicado em 27/08/2014, às 09h56

Da AFP

Uma indiana de 56 anos lutou no domingo durante meia hora com um leopardo e matou o animal com uma foice, contou a própria a um canal de televisão.

"O leopardo me atacou várias vezes e lutamos durante um bom tempo", contou à rede CNN-IBN nesta quarta-feira no hospital do estado de Utarakhand (norte), com os braços enfaixados e uma cicatriz na bochecha direita.

"Agarrei minha foice e lutei com ele. Assim matei o leopardo", disse Kamla Devi.

Ela contou ao jornal Hindustan Times que estava aterrorizada, mas decidida a enfrentar o animal.

"Prometi que não seria meu último dia".

Os ataques de leopardos são relativamente frequentes nas zonas rurais da Índia. Estes animais se aventuram cada vez mais nas áreas povoadas devido à redução de seu habitat.

A ONG Fundo Mundial para a Natureza (WWF) pede que o país administre melhor suas florestas e outras regiões para garantir a proteção dos leopardos.

Em 2011 a Índia tinha o registro de apenas 1.150 exemplares do animal.

Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM