Jornal do Commercio
Saúde

Surto de cólera mata mais de 50 pessoas no Quênia

Doença é uma uma infeção diarreica aguda causada pela ingestão de alimentos ou água contaminados deve-se à falta de higiene

Publicado em 11/05/2015, às 09h16

Organizações de saúde do país consideram que o avanço da doença acontece especialmente entre as famílias mais pobres / Foto: AFP

Organizações de saúde do país consideram que o avanço da doença acontece especialmente entre as famílias mais pobres

Foto: AFP

Da ABr

Mais de 50 pessoas morreram no Quênia em um surto de cólera, que infectou mais de 2 mil pessoas em dez cidades e várias favelas da capital Nairóbi, informaram hoje os meios de comunicação local.

O jornal Daily Nation informou que o número de mortos pela doença supera os 50, enquanto o Ministério da Saúde queniano assegurou que foram registados 42 mortos e 2.156 casos de cólera entre dezembro, quando começou o surto, e 5 de maio, admitindo o rápido avanço da doença.

Organizações de saúde do país consideram que o avanço da doença, uma infeção diarreica aguda causada pela ingestão de alimentos ou água contaminados deve-se à falta de higiene, especialmente entre as famílias mais pobres.

Os governadores dos municípios de Embu e Meru, onde se registaram várias mortes no fim de semana, disseram ao jornal que estavam trabalhando para prevenir o contágio entre a população.

“Já pedimos às autoridades de saúde que fechem todos os restaurantes e outros estabelecimentos de comida que não cumpram as medidas de limpeza necessárias”, declarou o representante do Ministério da Saúde em Meru, o médico William Muraah. Até ao momento, registaram-se sete mortes em favelas de Nairóbi, como Kibera, Mukuru e Mathare, entre outros.

Na capital queniana, foi proibida a venda de comida em barracas de ruas e o diretor da Saúde de Nairóbi, o médico Robert Ayisi, informou que está sendo pulverizado cloro na água das áreas afetadas. Além disso, uma equipe de vigilância está ensinando à população elementos básicos de higiene.

Nas favelas de Nairóbi, as casas são construídas com materiais precários, perto de valas que são usadas como esgoto e que muitas vezes contaminam a água que a população utiliza para beber e cozinhar. O Quênia foi afetado por grandes surtos de cólera – o último ocorrido em 2009.

O cólera, que registra situação endêmica em muitas regiões de África e que aparece com frequência, é uma doença contagiosa transmitida sobretudo pelo consumo de água ou alimentos em estado precário de conservação. Os sintomas principais são diarreia, vômitos e febre. A doença pode ser fatal se não for tratada rapidamente.

Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Hobbit - 80 anos O Hobbit - 80 anos
Como a maioria dos hobbits, Bilbo Bolseiro leva uma vida tranquila até o dia em que recebe uma missão do mago Gandalf. Acompanhado por um grupo de anões, ele parte numa jornada até a Montanha Solitária para libertar o Reino de Erebor do dragão Smaug
Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM