Jornal do Commercio
Fortuna

Bill Gates permanece como o homem mais rico do mundo

Anúncio foi feito nesta segunda-feira (20) pela revista Forbes

Publicado em 20/03/2017, às 12h18

William Henry Gates III, 61 anos, aparece como líder da classificação pelo quarto ano consecutivo / Foto: Bertrand Guay/AFP
William Henry Gates III, 61 anos, aparece como líder da classificação pelo quarto ano consecutivo
Foto: Bertrand Guay/AFP
AFP

O americano Bill Gates, cofundador da Microsoft, ainda é o homem mais rico do mundo, anunciou nesta segunda-feira a revista americana Forbes.

William Henry Gates III, 61 anos, aparece como líder da classificação pelo quarto ano consecutivo - e pelo 18º ano dos últimos 22 -, com uma fortuna pessoal avaliada em 86 bilhões de dólares.

Gates, que iniciou a Microsoft aos 19 anos, abandonou os estudos no segundo ano da Universidade de Harvard. Atualmente possui apenas cerca de 2,5% do capital da empresa que fundou ao lado de Paul Allen em 1975.

O segundo colocado no ranking é um grande amigo de Bill Gates, o investidor americano Warren Buffett, com um patrimônio avaliado em 75,6 bilhões de dólares.

O guru das finanças, que fez sua fortuna à frente da holding Berkshire Hathaway, retornou ao segundo lugar.

Jeff Bezzos em 3º, Trump 544º

Logo depois aparece o presidente e fundador da gigante da internet Amazon, Jeff Bezos.

Aos 53 anos, Bezos possui quase 17% do capital de seu grupo, que não para de diversificar-se e atualmente vale mais de 400 bilhões de dólares em capitalização.

Estimulado pela euforia da Bolsa de Nova York e por um crescimento constante, a ação da Amazon subiu e isto aumentou a fortuna pessoal de Jeff Bezos em 61% em apenas um ano, para alcançar o total de US$ 72,8 bilhões.

O espanhol Amancio Ortega, fundador da empresa têxtil Inditex e da principal marca do grupo, Zara, caiu do segundo lugar para o quarto lugar na lista da Forbes.

O empresário de 80 anos tem uma fortuna estimada em 71,3 bilhões de dólares. 

Outro avanço impressionante é o do presidente e fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, que com apenas 32 anos aparece em quinto lugar, com um patrimônio de US$ 56 bilhões.

O mexicano Carlos Slim, do setor de telecomunicações e que já foi o homem mais rico do mundo, caiu para o sexto lugar com uma fortuna de 54,5 bilhões de dólares. Esta é a primeira vez que ele fica fora do Top 5 em 12 anos.

Mark Zuckerberg, Jeff Bezos e os cofundadores de outro gigante da internet, Google, Larry Page e Sergey Brin (ambos de 43 anos), são os únicos entre os 20 primeiros da classificação com menos de 60 anos.

Mas a lista conta com muitos jovens. O cofundador e presidente da empresa de pagamentos Stripe, John Collison (26 anos), é o mais jovem bilionário que não herdou a fortuna, com 1,1 bilhão de dólares.

Ele é poucas semanas mais jovem que Evan Spiegel, cofundador e diretor geral da rede social Snapchat, que acaba de ser introduzida na Bolsa. Aos 26 anos, o jovem empresário tem um patrimônio de US$ 4 bilhões. 

Entre os bilionários da antiga economia, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, aparece na 544ª posição, com uma fortuna de 3,5 bilhões de dólares.

O magnata do setor imobiliário criticou diversas vezes a avaliação de seu patrimônio por parte da Forbes porque considera que não reflete o valor da marca Trump.

Em 2017, o número de bilionários subiu 13% na comparação com o ano passado, com 2.043 pessoas, um recorde. O patrimônio do grupo aumentou 18% e representa 7,67 trilhões de dólares.

Os Estados Unidos permanecem como o país com o maior número de bilionários em dólares, com 565, à frente da China (319, aos quais podem ser adicionados 67 de Hong Kong), Alemanha (114) e Índia (101).

Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores
#ACulpaNãoÉDelas #ACulpaNãoÉDelas
Histórias de mulheres que passaram anos sendo agredidas por seus parceiros e, com medo, permaneceram em silêncio. Essa série de reportagem discute novos olhares no enfrentamento às agressões contra a mulher, até porque a culpa não é delas

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM