Jornal do Commercio
Perigo

Pescador teria sido devorado por crocodilo na Austrália

"As investigações preliminares levam a crer que o homem foi atacado por um crocodilo", indicou a polícia de Queensland, na Austrália

Publicado em 20/03/2017, às 08h11

O homem, de 35 anos, havia ido pescar sozinho diante da costa de Innisfail, uma localidade ao sul de Cairns, no estado de Queensland / Foto: Pixabay
O homem, de 35 anos, havia ido pescar sozinho diante da costa de Innisfail, uma localidade ao sul de Cairns, no estado de Queensland
Foto: Pixabay
AFP

Um pescador, cujo corpo foi encontrado nesta segunda-feira nas águas do norte da Austrália, aparentemente foi vítima de um ataque de crocodilo, anunciou a polícia.

O homem, de 35 anos, havia ido pescar sozinho diante da costa de Innisfail, uma localidade ao sul de Cairns, no estado de Queensland. Seu desaparecimento foi denunciado na noite de domingo, quando seu barco e sua balestra de caça submarina foram encontrados.

Corpo encontrado

As operações de busca ativadas, que incluíram meios aéreos, levaram à descoberta de seu corpo na manhã desta segunda-feira.

"As investigações preliminares levam a crer que o homem foi atacado por um crocodilo", indicou a polícia de Queensland, que acredita que se trata de um animal de quatro metros, que as autoridades tentam encontrar.

O jornal Cairns Post informou, por sua vez, que um animal particularmente agressivo, que poderia ser o mesmo, atacou na noite de domingo um barco da polícia.

O inspetor Rhys Newton indicou que este tipo de comportamento costuma ocorrer quando o animal havia matado recentemente ou tentava proteger uma fonte de alimento.

O crocodilo marinho (Crocodylus porosus) vive nos pântanos e rios das regiões costeiras do norte do país, tanto em água doce quanto salgada. Seu peso pode alcançar uma tonelada e pode medir até 7 metros, o que o converte no maior réptil vivo atualmente. 

Espécie protegida desde 1971, sua população oscila entre 75.000 e 100.000 indivíduos. Os crocodilos matam em média duas pessoas por ano.

Um crocodilo matou um australiano de quarenta anos em janeiro quando ele atravessava um rio do norte da Austrália, em uma passagem conhecida por estar infestada destes perigosos répteis.

Centenas de crocodilos são abatidos todos os anos em Queensland e no Território do Norte vizinho para proteger as populações e o gado.  

Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.
#PeloCaminhar #PeloCaminhar
Mais do que mobilidade, caminhar também é apropriar-se da cidade. Mas o caminhar está difícil. A mobilidade a pé necessita de uma infraestrutura própria, decente, que eleve o pedestre ao posto maior. Por isso o JC lança a discussão #PeloCaminhar.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM