Jornal do Commercio
ataque na síria

Ministro britânico culpa Rússia por vítimas de ataque terrorista

Michael Fallon afirmou que a Rússia era indiretamente responsável por mortes no suposto ataque químico na Síria

Publicado em 09/04/2017, às 15h58

Ministro apontou a responsabilidade da Rússia, como
Ministro apontou a responsabilidade da Rússia, como "principal apoio" do regime de Bashar al-Assad (foto)
HO / Syrian Presidency Facebook page / AFP
AFP

O ministro britânico da Defesa, Michael Fallon, afirmou neste domingo (9) que a Rússia era indiretamente responsável pela morte de cada uma das 87 vítimas do suposto ataque químico de Khan Sheikhun, no noroeste da Síria.

Em uma coluna publicada no jornal The Sunday Times, Fallon apontou a responsabilidade da Rússia, como "principal apoio" do regime de Bashar al-Assad.

"Indiretamente, a Rússia é responsável por cada morto civil da semana passada. Se a Rússia quiser ser absolvida de qualquer responsabilidade nos ataques futuros, Vladimir Putin deve fazer com que sejam respeitados seus compromissos de desmantelar de uma vez por todas o arsenal de armas químicas de Assad e se comprometer plenamente com os esforços das Nações Unidas a favor da paz", escreveu o ministro.



"Podemos colocar fim ao interminável sofrimento dos sírios, mas apenas se Moscou também receber a mensagem dos bombardeios da noite de quinta-feira", acrescentou, referindo-se aos 59 mísseis de cruzeiro Tomahawk que os Estados Unidos lançaram rumo à base aérea síria de Al Shayrat. 

Ataque químico

O presidente americano, Donald Trump, ordenou estes disparos na quinta-feira como represália por um suposto ataque químico atribuído ao regime sírio, que deixou 87 mortos na terça-feira na localidade rebelde de Khan Sheikhun, no noroeste da Síria.

"Hoje pedimos a todas as partes envolvidas que voltem a se sentar em uma mesa e cheguem a um acordo", prosseguiu o ministro da Defesa britânico. "Este acordo deve abrir caminho a um governo representativo no qual Assad não desempenhe nenhum papel", acrescentou.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Recife em Transformação Recife em Transformação
A cidade e o desafio de traçar o seu futuro
Zika em mil dias Zika em mil dias
Já se passaram quase 2 anos e meio desde que o JC anunciou a explosão de casos de recém-nascidos com microcefalia. Muitas dessas crianças já completaram os seus primeiros mil dias de vida. Famílias e especialistas revelam o que aconteceu nesse período
Logística e inovação Logística e inovação
Você sabe o que é logística? Ela parece invisível, mas está presente no nosso dia a dia, encurtando distâncias. Quando compramos uma maçã no supermercado, muitas vezes não nos damos conta do caminho que percorreu até chegar a nossas mãos

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM