Jornal do Commercio
Maconha

Ativistas distribuem baseados de maconha de graça

Ato marcou o dia 20 de abril (4/20) pela liberação da maconha nos EUA

Publicado em 20/04/2017, às 16h13

Ativistas distribuíram cerca de 1.000 baseados de maconha em Washington / AFP / SAUL LOEB
Ativistas distribuíram cerca de 1.000 baseados de maconha em Washington
AFP / SAUL LOEB
JC Online

Ativistas da organização de advocacia e educação DCMJ, favorável à legalização da maconha, distribuíram nesta quinta (20) cerca de 1.000 baseados de maconha a funcionários do Congresso americano, jornalistas credenciados e trabalhadores do bairro Capitol Hill, onde está localizado o congresso.

Eles tomaram o cuidado de oferecer a erva, plantadas em casa, já pronta para o consumo, em áreas não federais da capital do País, como parte do 1ª Sessão Conjunta para marcar o dia 20 de abril (4/20) e promover a legalização da maconha em todo o país. Apesar disso, alguns manifestantes foram detidos pela polícia por distribuir maconha na rua.



A pressão é para que o Congresse reautorize a emenda chamada Rohrabacher–Farr, que proíbe o Departamento de Justiça e a Agência anti-drogas do país a usar recursos para interferir na lei estadual de Washington DC que permitiu o uso medicinal da maconha.

LEI

"Os americanos não querem uma repressão à cannabis legal - eles querem que o Congresso termine a proibição da cannabis de uma vez por todas", disse Adam Eidinger, co-fundador da DCMJ. "Dar aos adultos acesso à cannabis e aos indivíduos e proprietários de pequenas empresas a proteção legal em todos os 50 estados é o que o povo americano tem pedido - basta dar uma olhada na eleição do ano passado. É hora de o Congresso remover cannabis de sua classificação e agir", disse.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM