Jornal do Commercio
CASAIS

Pesquisa: dividir conta da Netflix é sinal de relacionamento sério

A mesma pesquisa também revela que 17% dos entrevistados só aceitam compartilhar a senha depois do noivado

Publicado em 15/05/2017, às 17h40

No caso da preferência não ser a mesma, 65% dos usuários revelaram que são abertos à negociação / Foto: Divulgação/Netflix
No caso da preferência não ser a mesma, 65% dos usuários revelaram que são abertos à negociação
Foto: Divulgação/Netflix
JC Online

Uma pesquisa encomendada pela própria Netflix revelou que os casais que dividem conta no serviço de streaming podem se considerar em um relacionamento sério. De acordo com a consultoria Ipsos, dentre os 1.008 usuários norte-americanos entrevistados, 51% deles afirmaram que disponibilizar a divisão de uma conta significa avançar um patamar do relacionamento.

A mesma pesquisa também aponta que 17% dos entrevistados só aceitam compartilhar a senha depois do noivado. Para 58% dos usuários, usar a Netflix facilita a criação de vínculo, enquanto para outros 27% ter o mesmo gosto de séries e filmes é importante.



Brasil

No caso da preferência não ser a mesma, 65% dos usuários revelaram que são abertos à negociação. Por enquanto, só a resultados da pesquisa feita nos Estados Unidos; quem sabe no Brasil as respostas sejam ainda mais surpreendentes. As informações são da Folha de São Paulo.

 


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por James,17/05/2017

Troquei a senha quando terminei o namoro. Rsrsrs

Por kasouza,17/05/2017

Terminei o relacionamento e continuo usando o netflix do ex... ele não trocou a senha

Por CharlieBrown,17/05/2017

Vou dizer a minha vizinha então que a gente tá namorando.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM