Jornal do Commercio
China

Caças chineses interceptaram avião militar americano

O avião cumpria uma missão de rotina sobre águas internacionais quando foi interceptado por dois caças chineses

Publicado em 19/05/2017, às 12h41

O avião WC-135, popularmente chamado de
O avião WC-135, popularmente chamado de "farejador", foi projetado para buscar sinais de atividade nuclear na atmosfera
Foto: AFP/Arquivos
AFP

Dois caças chineses interceptaram um avião militar americano sobre o Mar da China Oriental, informou nesta sexta-feira (19) a Força Aérea americana.

O avião, um WC-135 Constant Phoenix de reconhecimento atmosférico, cumpria uma missão de rotina sobre águas internacionais quando foi interceptado por dois caças chineses Sukhoi Su-30, disse a Força Aérea em um comunicado.



O avião WC-135, popularmente chamado de "farejador", foi projetado para buscar sinais de atividade nuclear na atmosfera.

"O WC-135 estava operando de acordo com as leis internacionais. Embora ainda estejamos investigando o incidente, os relatórios preliminares da tripulação americana caracterizam a interceptação como nada profissional", indicou a Força Aérea.

O incidente será tratado com Pequim por meio dos "canais diplomáticos e militares adequados", acrescentou.

A porta-voz do ministério das Relações Exteriores da China, Hua Chunying, afirmou em uma entrevista coletiva de rotina que não tinha informações sobre este incidente e o ministério da Defesa chinês não respondeu aos pedidos da AFP para um comentário.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM