Jornal do Commercio
EUA

Homem paga dívida em moedas de um centavo como forma de protesto

O morador de uma cidade no estado de Michigan foi multado em quase R$ 880 por lixo no seu quintal e resolveu protestar

Publicado em 06/06/2017, às 21h22

Serão dez parcelas de US$ 27, ou melhor, 2.700 moedas de um centavo / Foto: reprodução/Mlive
Serão dez parcelas de US$ 27, ou melhor, 2.700 moedas de um centavo
Foto: reprodução/Mlive
JC Online

Revoltado após receber uma multa de US$ 270, aproximadamente R$ 880, por deixar lixo no jardim de sua casa nos Estados Unidos, um homem resolveu pagar o valor em moedas de 1 centavo. O caso aconteceu na cidade Jackson, no estado de Michigan, e agora as autoridades locais não querem receber esse pagamento, no mínimo, inusitado.

O morador Brian McGonegal dividiu sua dívida em dez parcelas de US$ 27 e tem tentado fazer os pagamentos com 2.700 moedas, cada. Para garantir que seria ainda mais "inconveniente", o homem se dirige à Câmara Municipal às 16h55, cinco minutos antes do fim do expediente, para pagar sua multa. Ele ainda espera o funcionário local contar todas as moedas.



Enquanto McGonegal afirma que a atitude é uma maneira de protestar contra a multa, que ele considera injusta, o Tesoureiro da Cidade de Jackson, Randy Wrozek, decidiu que não aceitará mais o pagamento se as moedas não estiverem embrulhadas em montes que facilitem a contagem.

Wrozek disse que a conta será enviada ao condado de Jackson e anexada como garantia sobre a propriedade da McGonegal.
"Não é nosso trabalho contar seu dinheiro", disse o tesoureiro em entrevista a um jornal local.


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por inocente,07/06/2017

Foi multado porque deixou o lixo no jardim da sua casa. Que dizer das toneladas de lixo jogadas no meio de ruas, avenidas e estradas desse pais, sujo e corrupto? Quando chegaremos ao nível de educação em que jogar um pedaço de papel numa via publica se constitua num crime passível de multa? Creio que nós próximos 100 anos estaremos no patamar que hoje se encontram países civilizados do primeiro mundo.

Por Helder Caires,07/06/2017

Mas pagou! Já se fosse no Brasil...



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM