Jornal do Commercio
EXTREMISTAS

ONU acusa EI de ter executado 163 pessoas durante fuga de Mossul

''A brutalidade Daesh (acrônimo árabe do EI) e de outros grupos terroristas parece não ter limites'', disse o Alto Comissário da ONU

Publicado em 06/06/2017, às 08h24

O Alto Comissário da ONU para os Direitos Humanos disse ainda que há vários desaparecidos em Mossul / Foto: KARIM SAHIB / AFP
O Alto Comissário da ONU para os Direitos Humanos disse ainda que há vários desaparecidos em Mossul
Foto: KARIM SAHIB / AFP
AFP

O Alto Comissário da ONU para os Direitos Humanos, Zeid Ra'ad Al-Hussein, acusou nesta terça-feira (6) o grupo extremista Estado Islâmico (EI) pela morte de 163 pessoas no dia 1 de junho, no momento em que tentavam fugir da cidade iraquiana de Mossul.

"A brutalidade Daesh (acrônimo árabe do EI) e de outros grupos terroristas parece não ter limites, afirmou no Conselho de Direitos Humanos da ONU.



"Ontem (segunda-feira) minha equipe informou que ainda há corpos de homens, mulheres e crianças iraquianas assassinadas nas ruas do bairro de Al-Shira, zona oeste de Mossul, depois que 163 pessoas foram mortas pelo Daesh para evitar sua fuga", completou.

Desaparecidos

Zeid Ra'ad Al-Hussein disse que várias pessoas estão desaparecidas no bairro.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Educação, emprego e futuro Educação, emprego e futuro
Investir em educação é um pressuposto para o crescimento econômico, a geração de empregos e o aumento da renda. Aos poucos, empresas dos mais variados setores entram numa engrenagem antes formada apenas pelo poder público.
Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM