Jornal do Commercio
Brexit

UE pede que Reino Unido inicie negociações sobre Brexit o quanto antes

União Europeia teme pelo impacto do resultado das eleições britânicas nas negociações sobre Brexit

Publicado em 09/06/2017, às 08h56

O Reino Unido notificou oficialmente sua intenção de deixar a UE em março / Foto: AFP
O Reino Unido notificou oficialmente sua intenção de deixar a UE em março
Foto: AFP
Estadão Conteúdo

Autoridades europeias demonstraram preocupação com o eventual impacto do resultado da eleição geral do Reino Unido nas negociações sobre o "Brexit" - como é conhecido o processo para a retirada do país da União Europeia -, e pediram que as conversas tenham início o quanto antes.

Na disputa eleitoral de ontem, o Partido Conservador da primeira-ministra britânica, Theresa May, continuou sendo o principal grupo político no Parlamento, mas perdeu sua maioria absoluta.

Em Berlim, uma porta-voz da chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou hoje que o governo da Alemanha espera que as discussões sobre o Brexit comecem em breve.

Já Donald Tusk, presidente do Conselho Europeu, deixou claro que continuará seguindo o cronograma do Brexit, que prevê o fim das negociações num período de dois anos, ou seja, até o fim de março de 2019.



"Não sabemos quando as conversas do Brexit começam. Nós sabemos quando devem terminar. Façam o possível para evitar a falta de um acordo, como resultado da falta de negociações", disse Tusk no Twitter.

O principal negociador da UE para o Brexit, Michel Barnier, pediu que as discussões comecem em 19 de junho e adiantou que ele e sua equipe já estão divulgando suas posições. Em mensagem no Twitter, porém, Barnier reconheceu que a data exata para o início das conversas está indefinida.

"As negociações do Brexit devem começar quando o Reino Unido estiver preparado; o cronograma e as posições da UE são claras. Vamos nos concentrar em chegar a um acordo", afirmou Barnier na rede social.

O Reino Unido notificou oficialmente sua intenção de deixar a UE em março, dando início ao processo de dois anos para o rompimento com o bloco. Recentemente, Barnier tem defendido que esse tempo é curto para negociar os termos da separação e as condições das futuras relações entre Reino Unido e UE.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Recife em Transformação Recife em Transformação
A cidade e o desafio de traçar o seu futuro
Zika em mil dias Zika em mil dias
Já se passaram quase 2 anos e meio desde que o JC anunciou a explosão de casos de recém-nascidos com microcefalia. Muitas dessas crianças já completaram os seus primeiros mil dias de vida. Famílias e especialistas revelam o que aconteceu nesse período
Logística e inovação Logística e inovação
Você sabe o que é logística? Ela parece invisível, mas está presente no nosso dia a dia, encurtando distâncias. Quando compramos uma maçã no supermercado, muitas vezes não nos damos conta do caminho que percorreu até chegar a nossas mãos

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM