Jornal do Commercio
SÍRIA

ONU: Estado Islâmico usa 100 mil civis como escudos humanos em Mossul

''Sabemos que o EI pegou muitos civis que tentavam fugir dos combates'', disse o Alto Comissário das Nações Unidas Bruno Geddo

Publicado em 16/06/2017, às 09h05

O EI capturou civis fora de Mossul e os forçou a seguir para a área antiga / Foto: DELIL SOULEIMAN / AFP
O EI capturou civis fora de Mossul e os forçou a seguir para a área antiga
Foto: DELIL SOULEIMAN / AFP
AFP

A ONU calcula em mais de 100.000 o número de civis iraquianos retidos na área sob controle do grupo extremista Estado Islâmico (EI) na área antiga de Mossul, norte do Iraque.

"Mais de 100.000 civis podem estar retidos na área antiga... Estes civis são usados essencialmente como escudos humanos", afirmou o Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados no Iraque, Bruno Geddo, em uma entrevista coletiva em Genebra.

Forças iraquianas

As forças iraquianas prosseguem os combates para tentar retomar do EI a área antiga de Mossul. A cidade, conquistada pelos jihadistas em meados de 2014, se tornou o reduto do grupo no Iraque.



Geddo explicou que o EI capturou civis fora de Mossul e os forçou a seguir para a área antiga.

"Sabemos que o EI pegou muitos civis que tentavam fugir dos combates", completou.

Desde o início da ofensiva contra Mossul, em outubro do ano passado, 862.000 pessoas foram obrigadas a abandonar suas casas, mas 195.000 retornaram depois que as forças iraquianas reconquistaram a zona leste da cidade.

No total, 667.000 civis de Mossul continuam afastados de suas residências e moram com famílias de acolhida ou nos 13 acampamentos para refugiados criados pela ONU.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC recall de marcas 2017 JC recall de marcas 2017
Conheça o ranking das marcas que têm conseguido se manter no topo da preferência dos pernambucanos. O rol é resultado de uma pesquisa realizada pelo Instituto Harrop, há duas décadas parceiro do Jornal do Commercio na realização da premiação
10 anos do IJCPM 10 anos do IJCPM
O Instituto João Carlos Paes Mendonça de Compromisso Social (IJCPM) comemora 10 anos de história, contribuindo para transformar a vida de jovens de comunidades com histórico de desigualdade social nas cidades de Recife, Salvador, Fortaleza e Aracaju
Chapecoense: um ano de saudade Chapecoense: um ano de saudade
Um ano de saudade. Foi isso que restou. A maior tragédia do esporte mundial, no dia 29 de novembro de 2016, quando houve o acidente aéreo com a delegação da Chapecoense, em Medellín, na Colômbia, fez 71 vítimas. Entre elas, dois pernambucanos

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM