Jornal do Commercio
Conflito

Isolamento do Catar pode durar 'anos', diz ministro dos Emirados

Catar é acusado por países dos Emirados Árabes de apoiar o terrorismo, dando suporte aos jihadistas e extremistas islamicos.

Publicado em 19/06/2017, às 10h50

Arábia Saudita, Emiratos Árabes Unidos e Bahrein fecharam fronteiras terrestres e maritimas com o Catar / Foto: Pixabay
Arábia Saudita, Emiratos Árabes Unidos e Bahrein fecharam fronteiras terrestres e maritimas com o Catar
Foto: Pixabay
AFP

O isolamento do Catar pode durar "anos", advertiu nesta segunda-feira (19) em Paris uma autoridade dos Emirados Árabes Unidos, que, junto a outros três Estados árabes, impõem um bloqueio a este pequeno reino acusado de apoiar o "terrorismo". 

"Não queremos uma escalada, queremos isolar" o Catar, que deve renunciar ao "apoio aos jihadistas e aos islamitas extremistas", explicou o ministro emirense das Relações Exteriores, Anwar Gargash, a um grupo de jornalistas. 

Gargash declarou que os adversários do Catar, que romperam relações diplomáticas com Doha há duas semanas, "apostam no tempo". 

Arábia Saudita, Emiratos Árabes Unidos e Bahrein também fecharam suas fronteiras terrestres e marítimas com o emirado, e impuseram restrições aéreas. 



Gargash acusou o emirado de "construir uma plataforma sofisticada de apoio financeiro, midiático e político" aos islamitas radicais e de abrigara vários de seus líderes. 

Além disso, indicou que os três países do Golfo mais o Egito entregariam uma lista com suas exigências, incluindo a expulsão de personalidades radicais, sem fornecer mais detalhes. 

Gargash considerou que a crise só será resolvida se o Catar "mudar de política", e se comprometer a "cessar seu apoio aos jihadistas e islamitas radicais".

"Estados Unidos, França, Grã-Bretanha ou Alemanha têm o peso político e a experiência técnica para instaurar um mecanismo de vigilância" para garantir o respeito do Catar às exigências impostas, acrescentou o ministro.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM