Jornal do Commercio
MOSSUL

Jornalista iraquiano morto e três franceses feridos em Mossul

Os jornalistas acompanhavam as forças especiais iraquianas que lutam contra grupo Estado Islâmico

Publicado em 19/06/2017, às 15h08

Dois jornalistas foram levados para o hospital de uma base militar dos Estados Unidos / Foto: Odd Andersen/AFP
Dois jornalistas foram levados para o hospital de uma base militar dos Estados Unidos
Foto: Odd Andersen/AFP
AFP

Três jornalistas franceses foram feridos na explosão de uma mina em Mossul, enquanto o jornalista curdo que os acompanhava morreu, anunciaram nesta segunda-feira (19) o grupo France Télévisions e a ONG Repórteres Sem Fronteiras.

Dois dos jornalistas, Véronique Robert e Stéphane Villeneuve, trabalhavam para a #5Bis Productions e preparavam uma reportagem sobre a batalha de Mossul, no Iraque, para um programa do canal público France 2.

Eles foram levados para o hospital de uma base militar dos Estados Unidos. Seu guia iraquiano, Bakhtyiar Addad, que trabalhava para vários meios de comunicação, incluindo France Télévisions, foi morto, segundo a televisão pública.



A RSF expressou no Twitter "sua tristeza depois deste novo drama". 

De acordo com várias fontes, o terceiro jornalista ferido é Samuel Forey, que trabalha para vários meios de comunicação. No Twitter, o repórter da Télérama Nicolas Delesalle disse que Samuel Forey havia sido ferido no braço e no rosto, mas que "passa bem".

Estes jornalistas acompanhavam as forças especiais iraquianas na batalha para recuperar a segunda cidade do Iraque do grupo Estado Islâmico (EI), onde cerca de 100.000 civis são "mantidos como escudos humanos" pelos extremistas, segundo a ONU.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Educação, emprego e futuro Educação, emprego e futuro
Investir em educação é um pressuposto para o crescimento econômico, a geração de empregos e o aumento da renda. Aos poucos, empresas dos mais variados setores entram numa engrenagem antes formada apenas pelo poder público.
Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM