Jornal do Commercio
ACORDO DE PARIS

UE lamenta retirada anunciada dos Estados Unidos de pacto climático

''O Conselho (da UE) lamenta profundamente a decisão unilateral do governo americano de retirar-se do Acordo de Paris'', afirmam os ministros

Publicado em 19/06/2017, às 08h49

No início de junho, Trump causou consternação com o anúncio da retirada do seu país do acordo climático / Foto: AFP
No início de junho, Trump causou consternação com o anúncio da retirada do seu país do acordo climático
Foto: AFP
AFP

A União Europeia expressou nesta segunda-feira (19) sua insatisfação com a decisão do presidente americano Donald Trump de se retirar do Acordo de Paris sobre o clima, enquanto que confirmou o compromisso dos 28 com este pacto global que visa limitar o aquecimento global.

"O Conselho (da UE) lamenta profundamente a decisão unilateral do governo americano de retirar-se do Acordo de Paris", afirmam os ministros das Relações Exteriores do bloco em Luxemburgo.

No início de junho, Trump causou consternação com o anúncio da retirada do seu país do acordo climático, concluído em dezembro de 2015 em Paris, que visa limitar o aumento da temperatura global "abaixo de 2°C" no que diz respeito a era pré-industrial.

Aproximação da China

A UE foi rápida em reagir com uma aproximação da China, um dos maiores emissores de gases do efeito estufa ao lado dos Estados Unidos. Além disso, os líderes europeus devem se pronunciar sobre o assunto em sua primeira cúpula desde o anúncio, no final desta semana.



A chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini, já ressaltou a "linguagem muito forte" usada pelos países europeus nas suas conclusões sobre este acordo "ambicioso" que, em sua opinião, "é uma questão de segurança para muitas pessoas" na África ou no Caribe, entre outros.

"O Acordo de Paris nos uniu em tempos muito difíceis. Este é um acordo sem precedentes multilateral entre cerca de 200 partes, (...) para resolver um problema que ameaça a todos nós", destacam as conclusões.

Os 28 aproveitaram a oportunidade para reafirmar seu compromisso "para liderar a luta global contra as alterações climáticas" e, a este respeito, ressaltaram que vão se esforçar em busca de "novos aliados" como "empresas, regiões, cidades" no mundo e "nos Estados Unidos".

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, denunciou na semana passada a "renúncia" de Trump na luta contra as mudanças climáticas ante um Parlamento Europeu que criticou a decisão de Washington.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM