Jornal do Commercio
Chile

Neve deixa 250 mil lares sem energia na capital do Chile

Neve em Santiago, no Chile, é a maior em mais de uma década

Publicado em 15/07/2017, às 12h24

Fenômeno é incomum em Santiago / Foto: Martin BERNETTI / AFP
Fenômeno é incomum em Santiago
Foto: Martin BERNETTI / AFP
AFP

A capital chilena iniciou o sábado com bairros cobertos de neve, um fenômeno incomum, que provocou um corte no fornecimento de energia que afetou 250 mil lares, em meio a uma onda de frio intenso.

Os bairros altos da cidade se dobraram à paisagem da imponente Cordilheira dos Andes com árvores e caminhos cobertos de neve.

Mais abaixo, em Providencia, bairro próximo ao centro de Santiago, também foi sentida a água-neve prevista pela meteorologia.

A Oficina Nacional de Emergencia (Onemi) informou que "251.659 clientes estavam sendo afetados pelo corte de energia" em Santiago.

A companhia de eletricidade Enel informou que a nevasca extraordinária - a primeira com esta intensidade em mais de uma década na cidade - deixou 202 mil clientes sem energia, de um total de 1,8 milhão de usuários das 33 comunas que atende na Região Metropolitana.



A queda de árvores e galhos sobre a rede elétrica foi a principal causa da emergência, que deixa milhares de pessoas sem possibilidade de calefação, em meio a uma onda de frio com temperaturas abaixo de 0ºC.

A Direção Meteorológica do Chile informou que poderá voltar a cair neve e água-neve, mas sem a intensidade da última madrugada.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM