Jornal do Commercio
Chile

Neve deixa 250 mil lares sem energia na capital do Chile

Neve em Santiago, no Chile, é a maior em mais de uma década

Publicado em 15/07/2017, às 12h24

Fenômeno é incomum em Santiago / Foto: Martin BERNETTI / AFP
Fenômeno é incomum em Santiago
Foto: Martin BERNETTI / AFP
AFP

A capital chilena iniciou o sábado com bairros cobertos de neve, um fenômeno incomum, que provocou um corte no fornecimento de energia que afetou 250 mil lares, em meio a uma onda de frio intenso.

Os bairros altos da cidade se dobraram à paisagem da imponente Cordilheira dos Andes com árvores e caminhos cobertos de neve.

Mais abaixo, em Providencia, bairro próximo ao centro de Santiago, também foi sentida a água-neve prevista pela meteorologia.

A Oficina Nacional de Emergencia (Onemi) informou que "251.659 clientes estavam sendo afetados pelo corte de energia" em Santiago.

A companhia de eletricidade Enel informou que a nevasca extraordinária - a primeira com esta intensidade em mais de uma década na cidade - deixou 202 mil clientes sem energia, de um total de 1,8 milhão de usuários das 33 comunas que atende na Região Metropolitana.



A queda de árvores e galhos sobre a rede elétrica foi a principal causa da emergência, que deixa milhares de pessoas sem possibilidade de calefação, em meio a uma onda de frio com temperaturas abaixo de 0ºC.

A Direção Meteorológica do Chile informou que poderá voltar a cair neve e água-neve, mas sem a intensidade da última madrugada.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM