Jornal do Commercio
NARCOTRÁFICO

Duas toneladas de cannabis interceptadas em lanchas no Mediterrâneo

A operação "Pascal 2017" mobilizou, de 3 a 17 de julho, meios aéreos, marítimos e terrestres na França e na Espanha

Publicado em 17/07/2017, às 15h44

Foram confiscadas 2,3 toneladas de resina de cannabis em várias embarcações no Mediterrâneo / Foto: Pablo Porciuncula/AFP
Foram confiscadas 2,3 toneladas de resina de cannabis em várias embarcações no Mediterrâneo
Foto: Pablo Porciuncula/AFP
AFP

As alfândegas francesa e espanhola confiscaram 2,3 toneladas de resina de cannabis no início de julho em várias embarcações tipo zodiac que operavam no Mediterrâneo, anunciou nesta segunda-feira (17) a parte francesa.

A operação "Pascal 2017" mobilizou, de 3 a 17 de julho, meios aéreos, marítimos e terrestres na França e na Espanha em três intervenções entre o norte da África e a Europa.

Em 7 de julho, depois que aviões franceses e espanhóis identificaram "um transporte de drogas em um 'go fast' (sistema de tráfico de drogas em grande velocidade) semirrígido com dezenas de fardos a bordo", a Guarda Civil espanhola confiscou 600 kg de resina de cannabis que tinham acabado de ser descarregados em uma caminhonete em Algeciras (sul da Espanha) e deteve o motorista, detalhou a alfândega francesa em um comunicado.



Em 10 de julho, "após várias horas de batida no mar de Alborán" (parte ocidental do Mediterrâneo), as forças francesas e espanholas interceptaram outro 'go fast', "enquanto que uma parte da carga [foi] lançada ao mar pelos traficantes". Os quatro membros da tripulação foram presos e 1,1 tonelada foi confiscada.

Em 14 de julho, um helicóptero francês detectou outra embarcação "carregada de fardos de resina de cannabis". Depois que a mercadoria foi descarregada em uma praia próxima a Gibraltar, as forças de segurança "detiveram o motorista da caminhonete que tinha recolhido 600 kg de resina de cannabis". 


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM