Jornal do Commercio
FMI

FMI elogia reformas 'ambiciosas' de Macron na França

O órgão ampliou sua previsão de crescimento para a França em 2017 para 1,5%

Publicado em 17/07/2017, às 15h06

O governo francês se comprometeu a cumprir o limite de déficit da União Europeia de 3% do PIB / Foto: Loic Venance/AFP
O governo francês se comprometeu a cumprir o limite de déficit da União Europeia de 3% do PIB
Foto: Loic Venance/AFP
AFP

O Fundo Monetário Internacional (FMI) elogiou, nesta segunda-feira (17), as "ambiciosas" reformas do presidente Emmanuel Macron, afirmando que os cortes de gastos e de impostos "podem contribuir muito para desafios econômicos no longo prazo". 

O órgão ampliou sua previsão de crescimento para a França em 2017 em 0,1%, para 1,5%, e disse que o país pode "avançar ainda mais" no próximo ano.



"O novo governo está tocando um programa econômico ambicioso para deixar a economia francesa mais dinâmica e as finanças públicas mais sustentáveis", disse o FMI após a análise anual da economia francesa. 

"As ansiadas reformas trabalhista e fiscal visam estimular o crescimento, o emprego e a competitividade", acrescentou. 

O órgão também disse que o governo de Macron "enfatizou muito" a necessidade de reduzir os gastos públicos. Esse movimento "ajudaria a gradualmente reduzir o déficit orçamentário e a dívida pública".

O governo francês se comprometeu a cumprir o limite de déficit da União Europeia de 3% do PIB. 


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM