Jornal do Commercio
VENEZUELA

UE pede que Venezuela suspenda Constituinte

No domingo (16), cerca de 7,2 milhões de venezuelanos votaram contra a Assembleia Constituinte

Publicado em 17/07/2017, às 16h45

"Suspender o processo da Assembleia constituinte seria um gesto importante", sugeriu Mogherini
Foto: Aurore Belot / AFP
AFP

A chefe da diplomacia da União Europeia (UE), Federica Mogherini, pediu nesta segunda-feira (17) ao governo venezuelano que suspenda a convocatória para a Assembleia Constituinte, que ameaça aumentar as tensões e a violência no país.

"A violência já tirou muitas vidas e ameaça aumentar antes da Assembleia constituinte", advertiu Mogherini em uma conferência de imprensa em Bruxelas após uma reunião de ministros de Relações Exteriores do bloco.

"Uma ampla maioria da população parece claramente não respaldar a assembleia constituinte", observou. Sua convocatória "ameaça polarizar ainda mais o país e aumentar os confrontos", disse.

"Portanto pensamos que seria útil que o governo busque gestos políticos para reduzir as tensões, criar melhores condições para retomar o trabalho por uma solução negociada" da crise, acrescentou.



"Suspender o processo da Assembleia constituinte seria um gesto importante", sugeriu Mogherini.

Questionada sobre a possibilidade de sanções europeias contra a Venezuela, Mogherini indicou que "todas as opções estão sobre a mesa para considerações políticas".

Segundo a coalizão opositora venezuelana Mesa de la Unidad Democrática (MUD), cerca de 7,2 milhões de venezuelanos votaram no domingo (16) em um plebiscito contra o presidente Nicolás Maduro e sua convocatória para uma Assembleia constituinte, cujos integrantes serão eleitos em 30 de julho.

As manifestações contra o governo de Nicolás Maduro, reprimidas, deixaram 96 mortos desde 1 de abril. No domingo (16), uma mulher morreu e outras três pessoas ficaram feridas em um ataque com armas de fogo contra opositores que votavam no plebiscito simbólico contra a Assembleia constituinte.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM