Jornal do Commercio
EUA

Trump: alerta a Pyongyang pode não ter sido duro o suficiente

Donald Trump também disse que a China poderia fazer "muito mais" para pressionar Pyongyang

Publicado em 10/08/2017, às 17h36

"É hora de alguém defender o povo desse país e o povo de outros países", disse Trump
Foto: Nicholas Kamm / AFP
AFP

O presidente americano, Donald Trump, afirmou que talvez sua ameaça de lançar "fogo e fúria" sobre a Coreia do Norte por sua corrida armamentícia talvez não tenha sido "dura o suficiente".

Falando ao lado do vice-presidente Mike Pence, Trump também disse que a China poderia fazer "muito mais" para pressionar Pyongyang a por fim a seu programa de armas nucleares.

"É hora de alguém defender o povo desse país e o povo de outros países. Talvez esta declaração não tenha sido suficientemente dura", disse o presidente em seu campo de golfe em Nova Jersey, onde passa férias.



"Acho que a China pode fazer muito mais" para deter as ambições nucleares da Coreia do Norte.

"Acho que a China pode fazer muito mais" sobre este tema, disse sobre o principal aliado econômico da Coreia do Norte, que no sábado passado votou as novas sanções adotadas pelo Conselho de Segurança da ONU contra Pyongyang por seu programa de mísseis nucleares.

Trump disse que a Coreia do Norte "deveria estar muito, muito nervosa. Porque vão lhe acontecer coisas que nunca pensou serem possíveis". 

"Melhor a Coreia do Norte ficar esperta ou vai estar em problemas como poucas nações estiveram em problemas neste mundo, ok?", concluiu.

Pyongyang debochou mais cedo da falta "falta de sensatez" do presidente americano, em uma nova escalada verbal com os Estados Unidos, cujas bases militares na ilha de Guam no Pacífico ameaça atacar.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Educação, emprego e futuro Educação, emprego e futuro
Investir em educação é um pressuposto para o crescimento econômico, a geração de empregos e o aumento da renda. Aos poucos, empresas dos mais variados setores entram numa engrenagem antes formada apenas pelo poder público.
Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM