Jornal do Commercio
Terror

Exército dos EUA mata chefe do Estado Islâmico no Afeganistão

Ataque norte-americano aconteceu no distrito de Darah-Ye Pach. No ano passado, outro líder do Estado Islâmico também foi morto pelos EUA

Publicado em 13/08/2017, às 10h19

Exército americano matou chefe do Estado Islâmico / Foto: AFP
Exército americano matou chefe do Estado Islâmico
Foto: AFP
AFP

Um dos líderes do grupo Estado Islâmico (EI) no Afeganistão e outros chefes locais foram mortos, na última quinta-feira, em um ataque do Exército americano - anunciou neste domingo (13) o comandante das forças dos Estados Unidos nesse país, general John Nicholson.



Morreu no ataque Abdul Rahman, chefe do EI-Khorasan, nome do grupo extremista no Afeganistão, na província de Kunar (nordeste), relatou Nicholson, acrescentando que outros três líderes do grupo foram abatidos na ação.

O ataque aconteceu no distrito de Darah-Ye Pach, na província de Kunar.

Abu Sayed

Em 11 de julho passado, a Força Aérea americana atacou o QG de EI-Khorasan nessa província, matando o chefe do grupo, Abu Sayed.

Segundo Nicholson, Abdul Rahman era o principal candidato para ocupar o lugar de Sayed.


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por TEIXEIRA,13/08/2017

O governo dos EUA mata um dos líderes do Estado Islâmico e pouco antes bombardeia uma base militar d Síria, o ùnico País do Oriente Médio oficiallmente em guerra com o Estado Islâmico. Como os EUA eliminarão esse mal atacando os seus próprios companheiros nessa luta comum?



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Educação, emprego e futuro Educação, emprego e futuro
Investir em educação é um pressuposto para o crescimento econômico, a geração de empregos e o aumento da renda. Aos poucos, empresas dos mais variados setores entram numa engrenagem antes formada apenas pelo poder público.
Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM