Jornal do Commercio
CRISE NA VENEZUELA

Procuradora destituída da Venezuela diz que Maduro quer matá-la

Ela rompeu com o governo venezuelano no começo do ano e a assembleia constituinte a removeu de seu cargo

Publicado em 29/08/2017, às 04h37

Luisa Ortega Diaz disse hoje que o governo venezuelano estava cometendo 'sistemáticos abusos de direitos, incluindo tortura e detenções ilegais' / Foto: AFP
Luisa Ortega Diaz disse hoje que o governo venezuelano estava cometendo 'sistemáticos abusos de direitos, incluindo tortura e detenções ilegais'
Foto: AFP
Estadão Conteúdo

A procuradora-geral destituída da Venezuela, Luisa Ortega Diaz, disse que o governo do presidente Nicolás Maduro tentou contratar pessoas para matá-la.

Luisa estava na Costa Rica para entrar com uma queixa na Comissão Interamericana dos Direitos Humanos contra o governo de seu país.

"Eu tenho a informação de que a perseguição contra mim continua, e que o governo contratou assassinos para me matar", disse Luisa em uma coletiva de imprensa ao lado do procurador-geral da Costa Rica, Jorge Chavarria.

"Eu não posso voltar, eles me colocarão na cadeia, desaparecerão comigo, me torturarão", disse. "Eles fizeram duas buscas na minha casa e perseguiram minha família".



Ela rompeu com o governo venezuelano no começo do ano e a assembleia constituinte a removeu de seu cargo. Ela então fugiu para a Colômbia, onde conseguiu asilo político.

Ela disse hoje que o governo venezuelano estava cometendo "sistemáticos abusos de direitos, incluindo tortura e detenções ilegais".

Provas

Na semana passada ela prometeu entregar provas de que Maduro e autoridades do governo estavam envolvidos em corrupção. "Há um monte de autoridades envolvidas no caso da Odebrecht", disse Luisa. "O presidente Maduro pegou entre oito e dez milhões de dólares em espécie do governo e deu para uma grande companhia".


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM