Jornal do Commercio
PRISÃO

Líder da oposição no Camboja indiciado por "traição e espionagem"

Ele será julgado por 'um plano secreto e uma conspiração urdida com estrangeiros'e pode pegar até 30 anos de prisão

Publicado em 05/09/2017, às 08h04

Kem Sokha, 64 anos, é o líder do principal partido de oposição / Foto: STR / AFP
Kem Sokha, 64 anos, é o líder do principal partido de oposição
Foto: STR / AFP
AFP

O líder da oposição Kem Sokha, detido no domingo passado no Camboja, foi indiciado nesta terça-feira (5) por "traição e espionagem", em uma nova tentativa do governo de amordaçar os opositores antes das eleições de 2018.  

Kem Sokha, 64 anos, é o líder do principal partido de oposição. O outro dirigente da formação está exilado na França para escapar de várias condenações. 

Ele será julgado por "um plano secreto e uma conspiração urdida com estrangeiros", anunciou o tribunal de Phnom Penh. O crime de "traição e espionagem" pode resultar em uma pena de 30 anos de prisão.



A detenção provisória de Kem Sokha no domingo aumentou a tensão no país do sudeste asiático, onde a oposição, diversas ONGs e a imprensa são vítimas, há vários meses, de perseguição e ameaças do governo do primeiro-ministro Hun Sen.

Governo

Aos 65 anos, Hun Sen, que governa o Camboja há 32 anos, está determinado a permanecer no poder, apesar da popularidade crescente do principal partido da oposição, o Cambodge National Rescue Party (CNRP), consequência do descontentamento da população com a corrupção e a desigualdade.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM