Jornal do Commercio
Clima

Aquecimento global põe em risco produção de café latino-americano

Segundo os cenários mais pessimistas, produção de café poderá ser reduzida em 90% até 2050, de acordo com um estudo

Publicado em 11/09/2017, às 22h53

O arábica, muito cultivado na América Latina, aguenta mal as flutuações de temperatura, umidade e sol, enquanto o robusta, que serve sobretudo para fazer café solúvel e é produzido principalmente na África, é um pouco mais resistente / Agência Brasil
O arábica, muito cultivado na América Latina, aguenta mal as flutuações de temperatura, umidade e sol, enquanto o robusta, que serve sobretudo para fazer café solúvel e é produzido principalmente na África, é um pouco mais resistente
Agência Brasil
AFP

O aquecimento global ameaça as áreas mais favoráveis para o cultivo de café na América Latina, maior produtor do mundo, e, segundo o cenário mais pessimista, sua produção pode ser reduzida em 90% até 2050, de acordo com um estudo.

"O café é um produtos alimentícios mais preciosos do mundo e precisa de um clima propício para o seu cultivo, assim como de abelhas suficientes para sua polinização", explica Taylor Ricketts, professor do Instituto Rubenstein sobre o meio ambiente da Universidade de Vermont, coautor deste estudo publicado nesta segunda-feira na revista americana Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS).

"É o primeiro estudo que mostra como o aquecimento do planeta afetará o ambiente das plantas de café e as abelhas de uma forma que penalizará duramente os produtores", explica o pesquisador.

Os melhores cafés são os mais ameaçados. O arábica, muito cultivado na América Latina, aguenta mal as flutuações de temperatura, umidade e sol, enquanto o robusta, que serve sobretudo para fazer café solúvel e é produzido principalmente na África, é um pouco mais resistente.



Segundo o cenário de um aquecimento moderado ou elevado (mais de 2 graus Celsius) até 2050, a produção de grãos se reduziria de 73% a 88% nas áreas mais favoráveis para o cultivo, sob o efeito combinado do desaparecimento de uma parte das abelhas e dos arbustos.

Este mesmo modelo sugere uma diminuição da diversidade das abelhas de 8% a 18% nessas regiões.

As perdas mais importantes de produção estão previstas na Nicarágua, em Honduras e na Venezuela. O estudo identifica também as áreas onde a população e a diversidade de abelhas provavelmente aumentará, principalmente na América Central.

Os pesquisadores também preveem um aumento do cultivo de café em México, Guatemala, Colômbia e Costa Rica, em regiões montanhosas onde as temperaturas favoreceriam as plantas de café e as abelhas selvagens.

O estudo desataca a importância dos bosques tropicais, habitats importantes para as abelhas e outros polinizadores chave. Cerca de 91% das zonas mais férteis para cultivar o café na América Latina se encontram hoje em dia a menos de dois quilômetros de um bosque tropical.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Hobbit - 80 anos O Hobbit - 80 anos
Como a maioria dos hobbits, Bilbo Bolseiro leva uma vida tranquila até o dia em que recebe uma missão do mago Gandalf. Acompanhado por um grupo de anões, ele parte numa jornada até a Montanha Solitária para libertar o Reino de Erebor do dragão Smaug
Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM