Jornal do Commercio
EUA

Irma passa para depressão tropical em seu avanço pelo sudeste dos EUA

Às 23h no horário local, Irma registrava ventos de 55 km/h. No Caribe, furacão tinha velocidade de 295 km/h

Publicado em 12/09/2017, às 07h28

Furacão Irma perde força / Foto: AFP
Furacão Irma perde força
Foto: AFP
Agência Brasil

O Irma, furacão mais poderoso registrado no Atlântico, passou nessa segunda-feira (11) para depressão tropical, em seu avanço pelo sudeste dos Estados Unidos (EUA), informou o Centro Nacional de Furacões (CNH) do país.

De acordo com a Agência EFE, às 23h (hora local), o Irma registrava ventos de até 55 quilômetros por hora (km/h) e ficava 10 km ao sul de Columbus (Geórgia) e 150 ao sul-sudoeste de Atlanta (Geórgia).



O ciclone avançava 24km/h em direção ao noroeste e é esperado "em breve" no Alabama e Tennessee.

O Irma, que em sua passagem pelo Caribe deixou cerca de 30 mortos e chegou a registrar ventos de até 295km/h, que o tornaram um furacão de categoria 5, já tinha se transformado em uma tempestade tropical na manhã de ontem.

Destruição

Nos EUA, onde tocou a terra no domingo (10), deixou fortes inundações, dez mortos e e cerca de 6,5 milhões de pessoas sem energia elétrica.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM