Jornal do Commercio
Irma

Macron visita ilha do Caribe atingida por furacão Irma

Avião de Macron leva água, alimentos e toneladas de remédios para os necessitados

Publicado em 12/09/2017, às 09h33

Emmanuel Macron visita ilha francesa atingida por furacão no Caribe / Foto: AFP
Emmanuel Macron visita ilha francesa atingida por furacão no Caribe
Foto: AFP
Estadão Conteúdo

O presidente da França, Emmanuel Macron, chegou nesta terça-feira à ilha de Guadalupe, na primeira etapa da visita dele às ilhas francesas no Caribe atingidas pelo furacão Irma. Macron se encontrou no aeroporto Pointe-a-Pitre com brigadistas e autoridades locais para discutir o apoio que eles podem dar às ilhas próximas de São Martinho e São Bartolomeu.

O avião do presidente leva água, alimentos e toneladas de remédios e equipamentos de emergência. Macron também viaja acompanhado de médicos e especialistas encarregados de avaliar os estragos.

O ministro das Relações Exteriores do Reino Unido, Boris Johnson, por sua vez, viaja a ilhas britânicas no Caribe com o mesmo objetivo. A chancelaria britânica informou que Johnson chega a Barbados nesta terça-feira, no início de um giro pelas Ilhas Virgens Britânicas e por Anguilla.



Johnson rechaçou as críticas de que o Reino Unido tem sido lento na resposta à tempestade catastrófica que gerou prejuízos em muitas ilhas. O Reino Unido já enviou mais de 700 soldados e 50 policiais para as Ilhas Virgens Britânicas para ajudar a restaurar a ordem no local. A chancelaria britânica planeja realizar com governadores e outras autoridades que lideram os trabalhos de reconstrução e o ministro disse que Londres fez um esforço sem precedentes para ajudar.

Holanda

O rei da Hollanda, Willem-Alexander, visitou a ilha de São Martinho e disse que o cenário após a passagem do Irma é o pior que já presenciou. Na terça-feira, o monarca deve voar para as ilhas holandesas próximas de Saba e St. Eustatius, também atingidas, mas com estragos menores que na de São Martinho. Fonte: Associated Press.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores
#ACulpaNãoÉDelas #ACulpaNãoÉDelas
Histórias de mulheres que passaram anos sendo agredidas por seus parceiros e, com medo, permaneceram em silêncio. Essa série de reportagem discute novos olhares no enfrentamento às agressões contra a mulher, até porque a culpa não é delas

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM