Jornal do Commercio
Ataque

Dezoito mortos em atentado do EI contra deslocados na Síria

De acordo com o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH), o ataque foi causado pela explosão de um carro-bomba

Publicado em 12/10/2017, às 16h31

O ataque aconteceu no sul da província de Hasake, em um setor onde os deslocados que fogem dos combates na região de Deir Ezzor (leste) costumam se agrupar / Foto: AFP
O ataque aconteceu no sul da província de Hasake, em um setor onde os deslocados que fogem dos combates na região de Deir Ezzor (leste) costumam se agrupar
Foto: AFP
AFP

Pelo menos 18 pessoas morreram nesta quinta-feira após a explosão de um carro-bomba cujo objetivo era um comboio de deslocados sírios no nordeste da Síria, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH), que atribuiu o atentado ao grupo Estado Islâmico (EI).

O ataque aconteceu no sul da província de Hasake, em um setor onde os deslocados que fogem dos combates na região de Deir Ezzor (leste) costumam se agrupar antes de serem autorizados a entrar nos campos de refugiados, informou o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman. O ataque deixou "pelo menos 18 mortos entre os deslocados e os asayesh (forças de segurança curdas)", afirmou.

Na província petroleira de Deir Ezzor, na fronteira com o Iraque, estão em curso duas ofensivas distintas para expulsar os extremistas do EI.

Ataques

Estas ofensivas avançam com o apoio de ataques aéreos que mataram dezenas de pessoas nestas últimas semanas, levando à fuga de civis, especialmente em direção aos campos de refugiado da província de Hasake.



As Forças Democráticas Sírias (FDS), uma aliança curdo-árabe apoiada pelos Estados Unidos, avança, no norte da província de Deir Ezzor, em direção à capital da província.

O porta-voz das FDS, Talal Sello, confirmou um atentado "do EI com carro-bomba, contra um grupo de deslocados em Abu Fass".

"Há dezenas de mortos e de feridos", informou Sello à AFP. Depois da explosão "os civis fugiram para zonas desérticas, e o balanço (de vítimas) se agravou", acrescentou.

A outra ofensiva anti-EI na província de Deir Ezzor é dirigida pelas forças pró-governamentais, apoiadas pela Rússia.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC recall de marcas 2017 JC recall de marcas 2017
Conheça o ranking das marcas que têm conseguido se manter no topo da preferência dos pernambucanos. O rol é resultado de uma pesquisa realizada pelo Instituto Harrop, há duas décadas parceiro do Jornal do Commercio na realização da premiação
10 anos do IJCPM 10 anos do IJCPM
O Instituto João Carlos Paes Mendonça de Compromisso Social (IJCPM) comemora 10 anos de história, contribuindo para transformar a vida de jovens de comunidades com histórico de desigualdade social nas cidades de Recife, Salvador, Fortaleza e Aracaju
Chapecoense: um ano de saudade Chapecoense: um ano de saudade
Um ano de saudade. Foi isso que restou. A maior tragédia do esporte mundial, no dia 29 de novembro de 2016, quando houve o acidente aéreo com a delegação da Chapecoense, em Medellín, na Colômbia, fez 71 vítimas. Entre elas, dois pernambucanos

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM