Jornal do Commercio
Terremoto

Terremoto de magnitude 7,3 atinge a fronteira entre Iraque e Irã

O tremor aconteceu às 18h18 GMT (16h18 de Brasília)

Publicado em 12/11/2017, às 18h47

O tremor aconteceu às 18h18 GMT (16h18 de Brasília) / Foto: @GhorbaniSadegh/ Reprodução Twitter
O tremor aconteceu às 18h18 GMT (16h18 de Brasília)
Foto: @GhorbaniSadegh/ Reprodução Twitter
AFP e Agência Brasil

*Atualizada às 20h40

Um terremoto de magnitude 7,3 atinge a fronteira entre Iraque e Irã, na noite deste domingo (12), os lugares afetados foram o Nordeste do Iraque e o Oeste do Irã, o governador do distrito de Ghasr-e Shirin’s, Faramarz Akbari, diz que há seis mortos e dezenas de feridos, segundo a agência de notícias estatal IRNA.

O tremor aconteceu às 18h18 GMT (16h18 de Brasília), perto da cidade de Halabjah, na região fronteiriça entre o Iraque e o Irã, e a uma profundidade de 33,9 quilômetros.

"Por enquanto, temos 30 mortos em diferentes cidades", declarou à televisão nacional Mojtaba Nikkerdar, governador adjunto da província de Kermanshah, na fronteira com o Iraque. Ainda segundo a televisão, o terremoto deixou ao menos 200 feridos, e Nikkerdar alertou que o balanço poderia aumentar. 



Segundo o Serviço Geológico dos EUA (USGS), o epicentro foi registrado a 22.4 km da cidade iraquiana de Derbendîxan e a 32,6 km de Halabjah. A cidade iraniana mais próxima é Sarpol-e Zahab, a 52,4 km do epicentro.

O Centro Sismológico da Universidade de Teerã, por sua vez, indicou que o terremoto no Irã foi de magnitude 4,5 e seu epicentro foi situado a uma profundidade de oito quilômetros na província de Kermanshah.

O Irã tem grande atividade sísmica e sofre terremotos com frequência. Os mais graves registrados até hoje ocorreram em dezembro de 2003 e em junho de 1990, e mais de 30 mil pessoas morreram em cada um deles.

Fotos do acontecimento 


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores
#ACulpaNãoÉDelas #ACulpaNãoÉDelas
Histórias de mulheres que passaram anos sendo agredidas por seus parceiros e, com medo, permaneceram em silêncio. Essa série de reportagem discute novos olhares no enfrentamento às agressões contra a mulher, até porque a culpa não é delas

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM